Livro: Faça Amor, Não Faça Jogo – Ique Carvalho

Hey pessoas!! Como vão??

 

Bom, o ano já começou faz um tempo e eu já comecei a colocar minha leitura em dia. Dentre os livros que já li até agora, eu decidi começar as resenhas do ano com o que tinha o melhor assunto de todos: amor.

O livro de hoje, além de ter sido escrito por um autor brasileiro, é cheinho de amor e lições de como deixar de lado essa moda de fazer joguinhos, de não se entregar aos sentimentos e viver ao máximo o que esse sentimento tão lindo tema nos oferecer.

Então, vamos a ele?

 

Faça Amor, Não Faça Jogo

Processed with VSCO with f2 preset

“Viver a plenitude do amor é o desejo senão de todas, ao menos da maioria das pessoas. Amar e ser amado incondicionalmente, contar com o apoio de alguém para as horas difíceis e para os momentos alegres, e saber que independentemente do que fazemos, alguém estará ao nosso lado simplesmente pelo que somos é o ideal de vida de muitos.
Viver esse amor na prática, no entanto, nem sempre é fácil. E é exatamente sobre felicidade, vida e amor que Ique Carvalho fala neste livro. O autor, que começou escrevendo em seu blog e já tocou o coração de milhares de pessoas que se envolveram e se emocionaram com suas palavras, descreve com perfeição o amor que muitos procuram e poucos realmente encontram. E ele fala do amor em todas as suas expressões: desde o romântico entre duas pessoas até o mais puro e verdadeiro dos laços familiares, que ele tem com seu pai e mentor.
Como as relações humanas são frágeis e complicadas, os relacionamentos tornam-se difíceis, o que nos faz buscar a felicidade nos lugares ou nas pessoas erradas. Mas o autor nos faz enxergar a vida de forma diferente. Faça amor, não faça jogo é um lembrete de que, no jogo do amor, não é necessário haver ganhadores ou perdedores. Basta olhar e aceitar novos paradigmas e acreditar no que diz seu coração. E vivenciar isso de verdade.”

text-divider

Eu tenho que ser sincera e dizer para vocês que eu não conhecia o Ique e talvez nem viesse a conhecer se não fosse a minha amiga Alê me arrastar para uma tarde de autógrafos na Livraria Cultura, em plena quarta-feira!

E olha que o livro a ser autografado nem era esse! Era o “Muito Amor, Por Favor”, que o Ique escreveu em conjunto com o Fred Elboni (Entenda Os Homens), Matheus Rocha (Neologismo) e Arthur Aguiar (ator e cantor) e sobre o qual vocês ainda vão ouvir falar por aqui, me aguardem!

Eu ainda nem li o livro que foi autografado, mas querem saber de uma coisa? Já valeu muito a pena porque foi nesse dia que a minha amiga me emprestou o livro do Ique e eu me apaixonei pela escrita e pelas ideias dele!

Em “Faça Amor, Não Faça Jogo” Ique traz um compilado de textos e poemas que falam de como ele enxerga e vive o amor. Ele também conta um pouco de sua relação com seu pai que, enquanto ele escrevia o livro, lutava contra um câncer e isso, em vez de dar um tom triste ou apelativo aos textos, deixou tudo mais bonito, sincero e com um tom meio autobiográfico. Você termina o livro sentindo que conhecia o pai do Ique.

Não sei se tudo sobre o que o Ique escreve aconteceu de fato, mas ele escreve com tanta simplicidade, que até eu me enxerguei nas palavras dele e esse nível de intimidade com o leitor é tão difícil de conseguir, quem escreve sabe… O livro tem apenas 223 páginas, mas a leitura é uma verdadeira montanha-russa!

Uma hora você está suspirando, querendo encontrar o amor do qual o Ique fala tão lindamente,  outra hora você está na fossa, em algum momento vai ter um sorriso bobo e sonhador estampado no rosto, em outro momento estará chorando baldes ou pode ser que tudo isso aconteça de uma só vez!

Processed with VSCO with f2 preset

Se, ao ler o título, você for ler o livro achando que ele vai ser um tipo de manual para lidar com o amor nesses tempos de cinismo, pode esquecer. “Faça Amor, Não Faça Jogo” é um livro feito para todos aqueles já dispostos abrirem seus corações e deixarem o amor entrar. É para quem está consciente do amor e não o despreza, gastando-o em competições para ver quem se importa menos.

O Ique ama lindamente, da forma que aprendeu com o seu pai, então, se você não estiver preparado para essa overdose de amor, nem leia!

E o mais legal deste livro é que você não precisa ler na sequência! Você pode deixá-lo na cabeceira da cama para visitá-lo sempre que estiver precisando de uma dose de inspiração! ❤

Bom, com tudo isso, qual o meu nível de amor por este livro?

5corações

Ó-B-V-I-O que seriam cinco corações, né?

Se você quiser comprar o seu, clique aqui. E se quiser conhecer o blog do Ique e seus outros textos, clique aqui.

Por hoje é isso e keep exploring!

assinaturajubs

Anúncios

Livro: Sou Fã! E Agora? – Frini Georgakopoulos

Hey pessoas!! Como vão??

 

Hoje eu vim aqui pra falar com vocês sobre o livro perfeito para nós, leitores vorazes, apaixonados por sagas, loucos por séries…

Um livro feito para quem ama histórias, gosta de acompanhar seus artistas favoritos, sofre quando um personagem legal de um livro/filme/série morre, enfim… Duvido você não se identificar nem um pouquinho com ele…

Exploradores, hora de botar seu lado fã pra fora com força e sem medo de ser feliz!

 

Sou Fã! E Agora?

foto-08-12-16-18-59-12

“Com uma linguagem rápida e divertida, este livro é uma mistura de artigos breves e atividades interativas que te convidam a refletir e discutir o que todos nós, fãs, mais amamos: as histórias.
Escrito por uma fã de carteirinha, “Sou fã! E agora?” faz um verdadeiro raio X da literatura jovem adulta, analisa os principais elementos das narrativas e a relação intensa que se desenvolve entre os fãs e as histórias. A autora ainda dá algumas dicas valiosas para você conseguir extravasar todo o seu amor, como criar seu próprio cosplay, escrever uma fanfic, organizar um evento, começar um blog ou canal e muito mais!”

Para tudo o que você está fazendo! Para inclusive de ler o livro que você está lendo atualmente e vem ler essa resenha aqui, porque eu prometo que vai valer a pena! É que depois de conhecer um pouco do livro da Frini, sua relação com a literatura (e até mesmo o cinema e a televisão) vai mudar…

De uma maneira divertida e certeira, Frini Georgakopoulos nos explica um pouco de como funciona o universo dos fanáticos por personagens, fazendo com que a gente se identifique a cada linha e não se sinta assim tão sozinho na “dura” realidade de quem ama se perder em histórias e ficções.

Tô falando sério, gente! Se você ama de paixão algum personagem, livro, série, saga ou filme, vai se ver incluído em cada página desse livro! E, como se não bastasse, a Frini explica o que está por trás de termos como Young Adult, New Adult, shippar, fanfic, cosplay, fandom, enfim… Tudo aquilo que compõe o universo de um fã de carteirinha…

foto-08-12-16-18-59-27

Como se não bastasse, “Sou Fã! E Agora?” ainda é um livro interativo que te faz refletir sobre sua relação com seus livros e os personagens que você tanto ama. E a Frini ainda “fala” com você ao longo da leitura, com suas frases engraçadinhas e anotações pessoais que te fazem gargalhar enquanto lê (sério, esse livro me fez rir alto em público)!

O mais legal é que eu li este livro bem na época em que Animais Fantásticos e Onde Habitam estreou e que eu fui para uma festa temática do Harry Potter. Eu estava me achando meio velha para ficar correndo atrás dessas coisas, mas a Frini me mostrou que não tem idade certa para se entusiasmar com coisas que a gente gosta e, principalmente, que não devemos deixar a magia morrer dentro de nós.

foto-08-12-16-18-58-37

Olha que lindo ele “posando” com as minhas sagas favoritas! Hahahah

Ah! Deu pra aprender muito com esse livro também. É que a Frini explica um pouco do processo de criação de uma história, algumas técnicas de escrita, itens que não podem faltar em uma boa trama… Eu JURO que li essa parte do livro anotando as dicas freneticamente! Vai que… Né? Hahahahahaha…

Enfim, este é um livro de fã para fã (Frini organizava eventos literários). Um livro que vai te ensinar a abraçar seu fanatismo e ainda canalizá-lo, transformando-o em criatividade!

E qual o nível de amor por “Sou Fã! E Agora?“?

5corações

Cinco coraçõezinhos cheinhos de amor por quem entende que não tem nada demais em ser fã

Para comprar o seu, clique aqui.

Por hoje é isso e keep exploring!

Assinaturas

Livro: Americanah – Chimamanda Ngozi Adichie

Hey pessoas!! Como vão??

 

Pra vocês verem o quanto essa Semana da Consciência Negra já estava planejada há tempos aqui no blog, eu li o livro da resenha de hoje há uns quatro meses atrás e guardei minha opinião sobre ele beeeem guardadinha para poder compartilhar com vocês só agora, hahahaha…

Você já ouviu falar da Chimamanda Adichie? Tem certeza que não?? Ouça a música abaixo. Eu tenho quase certeza de que você a conhece. E se você conhece essa música, você conhece a Chimamanda há tempos e nem sabia!

Chimamanda Ngozi Adichie é uma escritora nigeriana e a mulher que faz este discurso feminista que Beyoncé sampleou em Flawless. Aliás, este discurso completo virou um livrinho chamado “Sejamos Todos Feministas” que vale muito a pena ler…

Mas hoje estamos aqui para falar do primeiro livro de uma escritora nigeriana que eu já li na vida…

 

Americanah

13525_gg

“Uma história de amor implacável que trata de questões de raça, gênero e identidade

Lagos, anos 1990. Enquanto Ifemelu e Obinze vivem o idílio do primeiro amor, a Nigéria enfrenta tempos sombrios sob um governo militar. Em busca de alternativas às universidades nacionais, paralisadas por sucessivas greves, a jovem Ifemelu muda-se para os Estados Unidos. Ao mesmo tempo que se destaca no meio acadêmico, ela se depara pela primeira vez com a questão racial e com as agruras da vida de imigrante, mulher e negra.
Quinze anos mais tarde, Ifemelu é uma blogueira aclamada nos Estados Unidos, mas o tempo e o sucesso não atenuaram o apego à sua terra natal, tampouco anularam sua ligação com Obinze. Quando ela volta para a Nigéria, terá de encontrar seu lugar num país muito diferente do que deixou e na vida de seu companheiro de adolescência.
Principal autora nigeriana de sua geração e uma das mais destacadas da cena literária internacional, Chimamanda Ngozi Adichie parte de uma história de amor para debater questões prementes e universais como imigração, preconceito racial e desigualdade de gênero. Bem-humorado, sagaz e implacável, Americanah é, além de seu romance mais arrebatador, um épico contemporâneo.”

Ai, gente… É tanto amor por este livro e pela Chimamanda, que eu nem sei por onde começar…

Lembram lá no começo da nossa Semana da Consciência Negra, quando eu falei que pretendia fazer intercâmbio nos Estados Unidos ano que vem??? Pois é, eu li este livro logo quando comecei a dar os primeiros passos em direção a esse objetivo e foi tanto inspirador, quanto aterrorizante…

É que eu me identifiquei tanto com a Ifemelu, protagonista do livro, que eu fiquei em um misto de vontade que as coisas boas que aconteceram com ela acontecessem comigo e medo de que pudesse ser do mesmo jeito com as coisas ruins…

Enfim, a história se passa ao longo de dez anos e conta os encontros e desencontros do casal Ifemelu e Obinze, que se conhecem e se apaixonam ainda na adolescência. Os dois são nigerianos e estão prestes a entrar na faculdade, porém, o país vive um momento difícil e o ensino superior está estagnado.

Para correr atrás de seus sonhos, Ifemelu acaba indo fazer faculdade nos Estados Unidos, deixando Obinze para trás. Os dois mantém o namoro à distância, porém, algo ruim acontece com Ifemelu e ela, sem perceber, acaba mergulhando em uma depressão e abandonando Obinze, que fica sem entender nada.

Os anos vão passando, Obinze tenta imigrar ilegalmente para a Inglaterra, Ifemelu conhece novas pessoas, Obinze conhece novas pessoas também e eles vão se afastando ainda mais.

Ifemelu percebe que nos Estados Unidos, ela recebe uma característica que nunca havia feito muita diferença no lugar onde ela nasceu: ela é negra. Só que, esperta que só ela, ao invés de se encolher diante disso, ela se expande e cria um blog chamado Raceteenth, onde posta suas reflexões sobre racismo, cabelo crespo, relações entre brancos e negros, tipos de negros (sim, tem isso) e por aí vai… Aliás, os textos do blog estão entre as melhores partes do livro porque são de uma acidez que dá gosto de ler.

A vida vai seguindo até um ponto em que Ifemelu é uma blogueira bem sucedida nos EUA, que namora um professor universitário negro e americano e Obinze voltou para a Nigéria, enriqueceu de maneira não muito honesta e se casou. Com tudo tão certinho assim, claro que era hora de os protagonistas se encontrarem de novo, né?

O namoro de Ifemelu acaba e ela decide voltar para a Nigéria, mesmo sem ter uma casa ou proposta de emprego por lá. Como era de se esperar, ela e Obinze se reencontram, mas o que acontece daí pra frente, vocês vão ter que ler para saber.

O mais importante a ser dito por este livro é que a escrita da Chimamanda é tão incrível, que o foco principal não é o romance dos protagonistas e você acaba nem se importando com isso. É que ela fala de questões tão reais, tão humanas, que você vai se identificando a cada linha e se apegando de verdade a este livro.

Chimamanda é tão inteligente que seu livro envolve muito mais do que o ponto de vista de uma negra estrangeira nos EUA sobre o racismo. Há questões sobre abuso sexual, depressão, busca pela identidade, relações inter-raciais, feminismo, liberdade sexual e por aí vai…

Recomendo muito este livro se você, negro ou não, está interessado em uma leitura de primeira, que te faça abrir a mente e pensar de verdade em todas estas questões…

E qual o nível de amor por “Americanah”?

5corações

Chimamanda, vem pro Brasil! Quero te conhecer!!!

Ah! Os direitos autorais do livro foram comprados pela atriz nigeriana Lupita N’yongo, então só nos resta aguardar até que ele vire filme…

Você pode comprar “Americanah” clicando aqui.

Por hoje é isso e keep exploring!

Assinaturas

Livro: Uma Pitada de Amor – Katie Fforde

Hey people, aqui é a Pâmella!!

 

Quem me conhece sabe que meu sonho é fazer gastronomia, que eu amo cozinhar e que eu sinto um enorme prazer em ver um alimento sem graça se transformar em algo gostoso de se saborear.

Levando em consideração essa minha paixão, o livro de hoje foi indicação de uma amiga, que eu comprei no começo do ano mas só pude ler agora. Confesso que me arrependi de ter adiado por tanto tempo essa leitura e vocês vão entender o motivo logo, logo…

Uma Pitada de Amor 

capa-uma-pitada-de-amor-de-katie-fforde

Uma aspirante a cozinheira em um programa de TV. Um jurado muito atraente. Um amor proibido.
Uma aspirante a cozinheira em um programa de TV, um jurado muito atraente e uma pitada de amor!
Quando Zoe Harper conquista uma cobiçada vaga em um reality show de culinária, ela mal pode esperar para pôr suas habilidades à prova. Sua principal motivação é o prêmio em dinheiro: um valor que certamente a ajudaria a abrir sua tão sonhada delicatéssen.
No entanto, ela logo percebe que a competição vai muito além da cozinha. Cher, outra concorrente, está disposta a tudo para ganhar, incluindo jogar seu charme para cima dos jurados. E as coisas se complicam ainda mais quando Zoe percebe que está se apaixonando por um deles: o incrivelmente sexy Gideon Irving. Com tudo o que está em risco, os dois têm muito a perder caso se envolvam, algo que parece cada vez mais inevitável.
De repente, Zoe percebe que há mais em jogo do que apenas canapés, cupcakes e técnicas de corte. Uma pitada de amor é um livro engraçado e doce na medida certa.” 

 Clichê é a palavra certa para descrever a parte romântica do livro, mas não se engane ao pensar que ele vai ser todo românticozinho do começo ao fim e que você não vai se surpreender nem um pouco enquanto lê.

Virei fã da escrita da Katie. Ela é rica em detalhes e, vamos combinar, para escrever sobre um concurso culinário, tem que ter muita paciência para detalhes. E ela preenche esse quesito facilmente, todas as receitas e tipos de temperos e queijos e corte de carne sobre os quais ela fala são surpreendentes. Fora que todas as sabotagens feitas pela Cher são perfeitas, poderiam ter dado muito certo e eliminado a Zoe de vez da concorrência, porém, a autora tinha outros planos para Cher… Confesso que esperava uma “punição” melhor para ela…

Já Zoe é aquele tipo de pessoa que ajuda a todos sem se importar se isso irá prejudica-la depois (o que acontece algumas vezes no livro e Cher acaba aproveitando um pouco dessa qualidade para levar certa vantagem na competição) e, graças à essa sua qualidade, ela pode fazer contatos preciosos para o futuro e conhecer bons amigos.

Quanto ao Gideon, eu não sei bem o que dizer sobre ele. Ele tem aquele ar de mistério e consegue ser “imparcial” mas também bastante fofo, quando quer. Não dá pra colocar ele na posição de “boy perfeito” mas dá pro gasto.

Apesar disso, achei que ele ficou um pouco apagadinho durante a história e eu achei isso bem bacana. Mostra que o objetivo do livro não é o romance em si, mas toda a competição. E nos faz ver que podemos alcançar nossos objetivos de uma forma ou de outra. Ponto positivo pra Katie aqui! 😉

Agora, se você está lendo aqui e pensando: Ah, mas eu já consigo visualizar todo o final do livro, ela provavelmente conquista o jurado magia sem grandes problemas e ainda vence o concurso. Engano seu, caro leitor. Você vai se surpreender, e muito, ao descobrir que a autora preparou grandes reviravoltas para esse casal e que nem sempre nossos sonhos se tornam realidade da maneira como gostaríamos.

Essa foi toda a beleza do livro, que apesar de todos os clichês, frases bem construídas e muita água com açúcar, as coisas conseguem ser surpreendentes ao ponto até de te fazerem até ficar com um pouco de raiva.

Me arrependi profundamente de ter levado quase um ano para ler esse livro, me apaixonei pela autora e adoraria que tivesse uma continuação da história… E olha que eu tenho um pequeno ranço por autores que fazem 50 continuações para uma mesma história, viu… Sendo assim, dá pra ter uma ideia do quanto eu gostei desse livro, não?

 E para finalizar, qual o nível de amor?

4corações

Meu nível de amor pela história da Zoe só não é maior devido aos clichês românticos, mas merece muito amor mesmo assim. ❤

Você pode comprar o seu exemplar clicando aqui.

Por hoje é só. A resenha foi curtinha, eu sei, mas prometo compensar na próxima semana, combinado? 😉

AssinaturaPamella

Livro: Harry Potter and The Cursed Child (Com Spoilers) Parte II

Hey pessoas!! Bora continuar a história??

 

img_0359

Pega a pipoca que agora que o negócio fica bom!

Nós paramos na parte e que o Escórpio saiu do Lago sem o Alvo e deu de cara com a Umbridge, né?

Pois bem, nessa nova realidade sem a família Potter, os Malfoy são famosos e bem-sucedidos. Escórpio é admirado e temido por todos na escola e um conhecido combatente do exército “anti-trouxas” da Umbridge. Ele vai se encontrar com o pai, que agora ocupa o cargo que seria do Harry no Ministério da Magia. Eles discutem porque Escórpio está “diferente” e parece interessado demais em saber como Harry Potter morreu. O engraçado é que mesmo sendo um bruxo poderoso e importante no mundo das trevas, Draco não deixou de ser um bom pai para Escórpio e eles acabam tendo um momento de amor pai-e-filho.

De volta à Hogwarts, Escórpio começa a procurar nos livros uma resposta sobre como as coisas ficaram do jeito que estão. Ele descobre que Cedrico ficou tão revoltado por ter sido humilhado na frente de todos na segunda prova do Torneio, que acabou virando um Comensal da Morte. Mas não é só isso! Escórpio descobre uma pessoa em Hogwarts que pode ajudá-lo a consertar as coisas, alguma ideia de quem é? Severo Snape!

Siiim, como não teve que se revelar um traidor, Snape sobreviveu e continua ensinando Poções. Conversando com ele, Escórpio descobre o que deu errado: Cedrico, um Comensal da Morte, matou apenas uma pessoa durante a Batalha de Hogwarts. E essa pessoa foi Neville Longbottom, justamente o cara que matou a Nagini, destruindo a penúltima Horcrux, por isso Voldemort ganhou a Batalha.

Para ajudar Escórpio a consertar o que está errado, Snape conta com a ajuda de Rony e Hermione, que sobreviveram à Batalha e agora vivem foragidos. Eles ajudam Escórpio a voltar à primeira prova do Torneio e fazer com que Cedrico vença. Na volta, nada mudou e eles ainda estão no mundo em que Voldemort reina, então, Hermione, Rony e Snape se sacrificam para que Escórpio possa voltar até a segunda prova do Torneio e impedir que Cedrico seja humilhado.

As coisas dão certo, Escórpio volta para o mundo “real” e encontra Alvo. Logo, os meninos são encontrados por seus pais, Rony, Hermione e a Profª McGonagall mas Escórpio acaba perdendo o Vira-Tempo na viagem. Eles explicam tudo para os adultos e acabam aprendendo a lição, mas não acaba por aí, não…

Harry tem mais um sonho sinistro. Dessa vez, ele e Tia Petúnia estão no túmulo d e seus pais, quando o próprio Voldemort aparece. Ele acorda assustado e certo de que Alvo ainda está em perigo.

Enquanto isso, em Hogwarts, Escórpio revela a Alvo que não perdeu o Vira-Tempo, e sim, guardou-o para que eles pudessem destruí-lo e nunca mais passar pelo que passaram. Harry e Gina chegam à Hogwarts e descobrem que os meninos sumiram. Os dois estão no Corujal decidindo como destruir o Vira-Tempo, quando Delphi chega e se oferece para ajudar. Quando ela se abaixa para pegar o artefato, uma tatuagem de um Agoureiro, que é um pássaro nativo da Grã-Bretanha e da Irlanda, aparece em seu pescoço. Acontece que o Agoureiro era o símbolo da realidade paralela em que o Voldemort reinava e Escórpio percebe a conexão.

Ele pede para que Delphi devolva o Vira-Tempo, mas ela se recusa e foge, levando os garotos como reféns. Os adultos se reúnem e Rony revela que viu os garotos conversando com Delphi no Corujal, mas achou que ela era namorada de Alvo e saiu antes de poder ver o que aconteceu. Eles decidem ir até o retiro onde Amos vive para saber mais sobre Delphi e descobrem que ele sequer tem uma sobrinha e que Delphi usou um feitiço para confundir Amos e usá-lo para saber sobre o Vira-Tempo.

Enquanto isso, Delphi leva os garotos para o campo de Quadribol para voltarem no tempo direto para o labirinto da terceira tarefa do Torneio. Lá ela revela que seu plano é trazer de volta o mundo onde Voldemort reina para ser seu braço direito. Ela menciona uma profecia que diz que “quando os sobressalentes forem poupados, quando o tempo tiver virado, quando as crianças invisíveis assassinarem seus pais: o Lorde das Trevas retornará”. Cedrico é o sobressalente, porque ele morreu apenas porque estava acompanhando Harry, Alvo é a criança invisível que “matará” Harry trazendo Voldemort de volta e Delphi usa o Vira-Tempo para voltar à noite da terceira tarefa.

Chegando lá, ela arrasta os meninos pelo labirinto e ameaça usar a maldição Crucio, caso eles não colaborem, mas acaba sendo desarmada por ninguém menos do que o próprio Cedrico Diggory, que liberta-os. Quando Cedrico segue em frente no labirinto, Delphi reaparece e destrói o Vira-Tempo logo quando ele está mudando de ano. Ela leva os meninos consigo e depois some.

Enquanto isso, os adultos invadem o quarto de Delphi no retiro para bruxos idosos. Gina descobre em uma velha lâmpada á óleo, a profecia de Delphi dita em ofídioglossia, a língua das cobras e mais: eles descobrem que o motivo para ela estar tão determinada a trazer o Lorde das Trevas de volta é que ela é filha dele. Pois é, o Voldemort teve uma filha com Belatriz Lestrange!!!!!!!

Nesse meio tempo, os meninos estão em uma estação de trem tentando descobrir onde estão. Quando descobrem que estão no dia 30 de outubro de 1981, exatamente na véspera do assassinato dos pais de Harry, correm para Godric’s Hollow porque percebem que Delphi vai impedir que Voldemort morra tentando matar o Harry Potter bebê.

No tempo presente, Harry vai até seu escritório e tem uma leve lavada de roupa suja com o retrato de Dumbledore que acaba com os dois confessando que se amam como se fossem pai e filho. Quando Dumbledore vai embora, Draco chega e revela que o Vira-Tempo que Delphi roubou não era único. Seu pai, Lúcio Malfoy, também tinha um e eles podem usá-lo para ir atrás dos garotos. Só resta saber em que ano eles estão.

De volta ao passado, Alvo tem uma ideia brilhante de como avisar aos adultos no presente de onde eles estão. Quando vê Lílian embrulhando o Harry bebê em seu cobertor, ele se lembra de quando derrubou a Poção do Amor nele e de que Poções do Amor contém Pó de Pérola, que, em contato com Tinta de Seminviso, que é invisível, queima. Como sabe que Harry vai procurar o cobertor, que é como um amuleto da sorte para ele, quando estiver buscando poelo filho, Alvo rouba Tinta de Seminviso da casa de Batilda Bagshot e escreve uma mensagem no cobertor com ela, assim, a mensagem só será visível no presente, quando a Poção do Amor for derramada sobre ele.

O plano dá certo e os adultos usam o Vira-Tempo de Draco para ir atrás dos meninos. Chegando lá, eles os encontram e contam o que descobriram sobre Delphi. Eles decidem esperar a hora do assassinato dos pais de Harry para transfigurá-lo no próprio Voldemort, uma vez que ele é o único que sabe falar a língua das cobras. Quando Delphi for atrás do falso Voldemort, o resto dos bruxos atacará.

Chega a hora de colocar o plano em prática. Delphi se revela para Voldemort/Harry, mas o feitiço começa a falhar, ela desconfia que está sendo enganada e ataca. Os demais saem do esconderijo, Alvo resolve lutar e ajuda o pai a prender Delphi, que implora para morrer, já que vai ter que viver sem conhecer o pai. Harry sabe como é ser órfão mas decide levá-la de volta para o presente para ser presa em Azkaban e pagar pelo que fez, mas quando estão prestes a partir, o verdadeiro Voldemort aparece em Godric’s Hollow para cumprir sua missão de assassinato. E Harry é obrigado a ver seus pais morrerem pela segunda vez, sem poder fazer nada.

De volta ao presente, tudo está no lugar certo. Alvo finalmente entende que seu pai trocaria toda a fama e as aventuras que viveu para ter seus pais ao seu lado e enfim, diante do túmulo de Cedrico, pai e filho se entendem pela primeira vez…

FIM!

E é isso, gente! Ufaaa!! Hahahaha! E aí, gostaram da história? Agora, sabendo de tudo o que aconteceu, vocês podem voltar naquela resenha que eu postei ontem e me dizer se concordam ou não, que tal?

 

Por hoje é isso e keep exploring!

Assinaturas

Livro: Harry Potter and The Cursed Child (Com Spoilers) Parte I

Hey pessoas!! Como vão??

 

Chegou a hora que os ansiosos tanto esperaram!! Depois da resenha spoiler free postada ontem sobre o mais novo livro do bruxinho mais amado do mundo, chegou a hora de conhecer a história do oitavo livro da saga Harry Potter com todos os spoilers a que um Potterhead ansioso tem direito! Só que tem tanta, mas tanta coisa para contar, que eu tive que dividir este post em duas partes.

Então, se você não quer estragar a surpresa e prefere esperar para ler o novo livro, pare por aqui porque não haverá segredos nesse post! Mas para não te deixar na mão, clique aqui para ser direcionado para a resenha sem spoilers.

Vale avisar que isso não é uma resenha e sim um resumão da história do livro, ok? E agora, com a galera anti-spoiler sã e salva, Potterheads ansiosos, a conversa é só entre vocês e eu…

 

***** ÚLTIMO ALERTA DE SPOILERS *****

harry_potter_and_the_cursed_child_special_rehearsal_edition_book_cover

A Oitava História. Dezenove Anos Depois.
Baseado em uma nova história original escrita por J.K. Rowling, Jack Thorne e John Tiffany, uma nova peça escrita por Jack Thorne, Harry Potter and the Cursed Child é a oitava história da série Harry Potter, a primeira história oficial de Harry Potter a ser apresentada no palco.
Sempre foi difícil ser Harry Potter e não está muito mais fácil agora que ele é um sobrecarregado funcionário do Ministério da Magia, um marido e um pai de três crianças em idade escolar.
Enquanto Harry luta com um passado que se recusa a ficar onde deve, seu filho mais novo Alvo tem dificuldades com o peso de um legado de família que ele nunca quis. Quando passado e presente se fundem sinistramente, pai e filho aprendem uma verdade desconfortável: às vezes, a escuridão vem de lugares inesperados.

Bom, sem mais delongas, vamos aos fatos porque a história é comprida.

Harry Potter and The Cursed Child começa exatamente no epílogo do sétimo livro da saga, onde Harry se despede de dois de seus filho antes deles embarcarem rumo à Hogwarts.

Como já sabemos, Alvo, o filho do meio, está receoso em ir para a escola por ter medo não se encaixar nos padrões de sua família, como ser da Grifinória, por exemplo. Harry conversa com o filho e o acalma, assim, Alvo embarca no expresso de Hogwarts, acompanhado por seu irmão mais velho Tiago (que já está em seu segundo ano) e por Rosa, filha de Rony e Hermione.

Era de se esperar que os três andassem juntos por aí como seus pais faziam nos tempos de escola, mas adivinha qual é a primeira amizade que Alvo faz logo que escolhe uma cabine para sentar no trem? Escórpio Malfoy! Sim, o filho de um dos piores desafetos de seu pai, Draco Malfoy.

Acontece que Escórpio, apesar de se parecer muito com o pai no quesito físico, parece não ter herdado nenhum traço da arrogância tão característica de sua família e assim, ele e Alvo ficam amigos logo de cara, para desgosto de Rosa, que parece ter dificuldades em acreditar que possa existir um Malfoy capaz de ser legal. Escórpio é um menino doce, inteligente e engraçado, que sofre com a saúde frágil da mãe e os rumores de que ele seria, na verdade, filho de Voldemort, uma vez que Draco e sua esposa tiveram bastante dificuldade para engravidar, devido às condições físicas de Astoria Malfoy.

Chegando na escola, temos um dos momentos mais aguardados da história: a hora de saber para qual casa o filho do meio de Harry Potter vai ser selecionado. Nesse ponto da sua vida, se você já leu os outros livros do Harry Potter, sabe que, só pra contrariar, a probabilidade de Alvo ir parar na Sonserina é 10 vezes maior do que a dele parar na Grifinória e é exatamente isso que acaba acontecendo, Alvo é o primeiro Potter a ser selecionado para ser da Sonserina. Escórpio é selecionado para a Sonserina também e fica extasiado por estar na mesma casa do novo amigo.

Alvo, por sua vez, fica meio sem saber o que sentir, achando que mal pisou na escola e já está decepcionando sua família. Para piorar mais um pouquinho, parece que o garoto não herdou nenhum milésimo sequer da aptidão para Quadribol de seus pais e seu irmão mais velho, o que já é o suficiente para que ele comece a virar motivo de chacota entre os colegas e aproximá-lo cada vez mais de Escórpio, seu único amigo.

Um ano se passa, Alvo vai ficando mais revoltado e distante da família. Mais um ano se passa e Alvo continua fazendo de tudo para não se parecer com o pai, fazendo questão de odiar tudo o que ele amava quando estava em Hogwarts, como o passeio à Hogsmeade. Para piorar, Lílian, sua irmã mais nova inicia seu primeiro ano na escola e vai para a Grifinória, como era de se esperar. Nesse meio tempo, a mãe de Escórpio morre e a necessidade de um amigo faz com que ele e Alvo fiquem cada vez mais próximos.

De volta ao mundo dos adultos, Harry é agora um importante e sobrecarregado funcionário do Ministério da Magia que descobre depois de uma investigação, que existem Vira-Tempos sendo comercializados de forma clandestina, uma vez que todos foram destruídos e proibidos depois da derrota de Voldemort. Só que o artefato confiscado por Harry não é igual ao que Hermione, que agora é Ministra da Magia, usou anos atrás e sim, uma versão aparentemente mais poderosa.

Harry e sua família estão em casa quando uma visita inesperada aparece: Amos Diggory, pai do falecido Cedrico. Acontece que Amos ouviu os rumores sobre o suposto Vira-Tempo e vai atrás de Harry pedir (exigir seria mais correto) que ele o use para voltar no tempo e salvar Cedrico, já que Amos acredita que o filho não precisava ter morrido e só morreu por culpa de Harry.

Só que, por mais que se sinta mesmo muito culpado pela morte prematura de Cedrico, Harry sabe que não se deve mexer no passado e recusa o pedido de Amos, dizendo que os rumores sobre o Vira-Tempo são falsos. O que Harry não sabe é que seu filho do meio esteve escutando a conversa o tempo todo e é nesse momento que Alvo conhece Delphi Diggory, uma moça de vinte e poucos anos que se apresenta como sobrinha e enfermeira de Amos.

Um tempo depois, é véspera do embarque para o novo ano letivo em Hogwarts, Harry decide que é hora de distribuir alguns de seus pertences mais preciosos entre os filhos. Tiago fica com a Capa da Invisibilidade que pertenceu ao avô e depois ao pai. Já para Alvo, Harry reservou algo que para ele tem muito mais valor: o cobertorzinho no qual ele estava enrolado quando foi deixado na porta dos Dursley e que é a única coisa que sobrou de sua infância.

É claro que Alvo não enxerga o valor do presente e se ressente ainda mais com o pai. Isso acaba por fazê-los discutir e Alvo acaba provocando Harry ao ponto de fazê-lo dizer que preferia que ele não fosse seu filho. Pra piorar, Alvo derruba o frasco da Poção do Amor que Rony mandou de brincadeira (ele agora gerencia a “Gemialidades Weasley”) em cima do cobertor de Harry.

Ele parte rumo à Hogwarts para o quarto ano com uma ideia na cabeça que vai ajudá-lo a se provar quanto bruxo. Para isso, ele precisará da ajuda de seu melhor amigo, Escórpio. Nesse meio tempo, Harry tem um sonho estranho, sobre sua infância e o momento em que ele descobriu que era um bruxo e o sonho termina com a voz de Voldemort chamando seu nome, o que faz com que a cicatriz de Harry doa pela primeira vez em vinte e dois anos e isso acende nele a desconfiança de que algo de ruim está para acontecer…

Já no Expresso de Hogwarts, Alvo encontra Escórpio e conta para ele seu plano. Ele acaba convencendo o amigo de que eles precisam voltar ao passado para corrigir os erros de seu pai e assim, decidem escapar do trem que está levando-os para a escola. Mas é claro que isso não seria nada fácil. Sabem a bruxa dos doces? Aquela com o carrinho cheio de guloseimas que circula pelo Expresso? Na verdade ela é a guardiã do Expresso de Hogwarts e sua missão é garantir que todos os alunos cheguem à escola e, quando Alvo e Escórpio sobem no teto do trem para pular, ela vai atrás e se transforma em um monstro pronto para impedi-los de concluir seus planos. Os garotos pulam do trem para escapar da bruxa e usam magia para aterrizar em segurança. A próxima etapa do plano é ir até o retiro para bruxos idosos onde Amos Diggory vive.

Enquanto isso, Hermione, quanto Ministra da Magia, convoca uma assembléia para discutir a possibilidade de uma nova movimentação nas artes das trevas, por causa do sonho de Harry e sua cicatriz que voltou a doer, e do Vira-Tempo confiscado por ele. Claro que todos ficam céticos, pois Voldemort está morto há anos, e Draco Malfoy acusa Harry de estar tentando chamar a atenção para voltar aos holofotes (oi?), sendo assim, a reunião vai por água abaixo.

Na residência dos Potter, Harry e Gina recebem uma coruja da Profª McGonagall informando que Alvo e Escórpio não chegaram à escola. Já no retiro para bruxo idosos, Alvo encontra Delphi e conta para ela que vai fazer o que Amos pediu a Harry, vai trazer Cedrico de volta à vida. Para isso, com a ajuda de Delphi, os meninos preparam uma poção Polissuco, se transformam em Harry (Escórpio), Rony (Alvo) e Hermione (Delphi) e vão ao Ministério pegar o Vira-Tempo que está escondido na sala da Hermione.

Só que essa não é uma missão nada fácil e eles acabam esbarrando nos Harry e Hermione verdadeiros. Eles conseguem despistá-los mas as coisas não ficam mais fáceis porque o Vira-Tempo está escondido em um dos muitos livros na sala da Hermione. E para achá-lo, eles têm que responder algumas charadas e, enquanto não conseguem, vão sendo tragados pela estante! No fim, a inteligência e nerdice do Escórpio valem a pena e eles conseguem pegar o Vira-Tempo, agora só resta concluir o plano. Enquanto isso, Harry tem mais um sonho relacionado à sua infância, que termina novamente com a voz de Voldemort chamando-o, só que dessa vez, ele vê Alvo e no sonho ele está vestindo o uniforme de Durmstrang. Ao acordar, Harry já sabe onde o filho foi parar, assim, ele e a esposa, acompanhados de Rony, Hermione e Draco, se reúnem com a Profª McGonagall (agora diretora de Hogwarts) e todos partem rumo à Floresta Proibida para procurar pelos meninos.

Enquanto isso, Alvo e Escórpio partem rumo à primeira prova do Torneio Tribruxo disfarçados de estudantes da Durmstrang. Delphi fica para trás por ser muito velha para se passar por estudante. Os meninos giram a ampulheta e são transportados para o dia da primeira prova do Torneio. No tempo presente, Harry esbarra em um centauro na Floresta Proibida e ele o avisa que vê uma nuvem negra se aproximando de Alvo, deixando Harry ainda mais preocupado e certo de que a tal nuvem negra só pode ser Escórpio, o filho de um ex-Comensal da Morte.

De volta a 1994, os meninos decidem atrapalhar Cedrico na primeira prova para que ele não avance no torneio e não alcance a Taça, que era a chave de portal que levou-o a Voldemort. Eles até conseguem, mas acabam esbarrando na Hermione jovem, que fica muito desconfiada. Só que o Vira-Tempo tem um limite e eles são transportados de volta para o presente. Alvo se feriu na viagem no tempo e é levado para a Ala Hospitalar, lá ele descobre que as coisas estão um pouco diferentes…

Para começar, Harry está mais autoritário e decide que Alvo não pode mais ser amigo de Escórpio. Ele ameaça a Profª McGonagall para que ela fique de olho nos meninos. Rony e Hermione não são mais casados e isso significa que Rosa não nasceu. Rony é casado com Padma Patil e Hermione é professora de Defesa Contra as Artes das Trevas, ela se tornou uma mulher amarga e ressentida.

Na cozinha da casa dos Potter, Draco faz uma visita nada cortês e Harry deixa implícito que acha que a “aventura” dos meninos foi ideia do Escórpio e diz que precisa afastá-los. Draco, que surpreendentemente é um ótimo pai, defende o filho e os dois acabam brigando.

Delphi vai até Hogwarts procurar Escórpio para fazer com que ele e Alvo voltem a se falar. Os dois meninos sentem falta um do outro e se encontram acidentalmente na biblioteca. Lá eles conversam sobre o que deu errado no plano. Acontece que fazer Cedrico perder a primeira prova só fez com que ele ficasse mais determinado a vencer a segunda, por isso ele morreu do mesmo jeito. Já Hermione, como viu os dois vestidos de estudantes da Durmstrang, desconfiou da sabotagem que atrapalhou Cedrico e recusou o convite do Vitor Krum para ir ao Baile de Inverno. Com isso, ela acabou indo com Rony como amigos e eles nunca descobriram que estavam apaixonados, porque o Rony não teve motivo para sentir ciúmes e acabou não enxergando Hermione com outros olhos. Sendo assim, eles nunca se casaram…

Convencidos de que devem tentar de novo, os meninos criam uma nova estratégia: eles devem voltar até a segunda tarefa e humilhar Cedrico publicamente para que ele perca a vontade de competir. Eles vão até o banheiro feminino no segundo andar (o banheiro da Murta Que Geme) e usam o Vira-Tempo para voltar para o Lago onde a segunda tarefa aconteceu. A ideia é fazer o feitiço Cabeça de Bolha que Cedrico dar errado e a cabeça dele inchar, humilhando-o na frente de todo mundo. O plano dá certo e, de quebra, eles ainda fazem com que fogos de artifício explodam no ar com os dizeres “Rony ama Hermione”, para tentar consertar as coisas entre os dois.

Na volta ao futuro, Alvo desapareceu, deixando Escórpio confuso no meio do Lago. E sabem em quem ele esbarra? Dolores Umbridge, agora diretora de Hogwarts! Através dela, ele descobre que Alvo não sumiu e sim nunca existiu, simplesmente porque Harry Potter está morto, Voldemort venceu a Batalha de Hogwarts…

FIM DA PARTE I (Continua em 1 hora)

Assinaturas

Livro: Coroa Cruel – Victoria Aveyard

Hey people, aqui é a Pâmella…

 

Sabe aquela sensação de “fui enganado”? Então… Tô me sentindo assim com relação a esse livro… Meio passada…

Comprei o livro achando que seria a continuação bafônica da história que eu tinha começado a acompanhar mas, não é… 😥 #Sofrendo

Tá que eu li o livro na ordem errada da saga, MAAASSS, tá tudo certo mesmo assim…

ALERTA DE SPOILERS!!!!!

 

Coroa Cruel 

46126797

” Duas mulheres — uma vermelha e uma prateada — contam sua história e revelam seus segredos. Em Canção da Rainha, você terá acesso ao diário da nobre prateada Coriane Jacos, que se torna a primeira esposa do rei Tiberias VI e dá à luz o príncipe herdeiro, Cal — tudo isso enquanto luta para sobreviver em meio às intrigas da corte. Já em Cicatrizes de Aço, você terá uma visão de dentro da Guarda Escarlate a partir da perspectiva de Diana Farley, uma das líderes da rebelião vermelha, que tenta expandir o movimento para Norta — e acaba encontrando Mare Barrow pelo caminho.”

O livro conta a história da mãe do Cal, como ela conquistou o Rei Tiberias e se tornou a Rainha e conta sobre sua morte. Eu particularmente achei a história dela muito sem sal nem açúcar, bem sem graça. Acho que isso aconteceu porque Coriane era bem sem graça, eu não sei por que o Rei acabou se apaixonando por ela e também não vi aquela pessoa marcante e tal. Agora, se a história falasse sobre o irmão dela, aí sim seria outro assunto. Acho que a vida dele era bem mais interessante do que a dela.

Achei também o Rei bem mimadinho, vendo por esse lado como ele era indiferente às coisas e à vida em volta dele,  eu quase fico feliz com o destino que ele teve em Espada de Vidro. Lógico que tem toda aquela coisa de: “Ele foi criado pra ser Rei”, “Ele não podia mudar muita coisa”, “Essa é a unica vida que ele conhece”, quase os mesmos pensamentos que temos com relação a Cal, porém, se todo Rei nasce e é criado dessa forma, que porcaria de reino é esse? E não é de se admirar que o reino seja a confusão que é. Esse povo tá tudo precisando de uma aula de “como ser um rei decente”.

CX4iSrUWcAA6K4j

Já a história de Diana Farley, mostra o começo da Guarda Escarlate. Como foi que eles se formaram e onde
Diana entra nessa confusão toda. Os ideais dela e quando ela conhece Shade e descobre que nem só os prateados tem poderes. Preciso dizer que a história dela é bem mais interessante e, de novo, nossa querida Victoria tem um jeito dramático de finalizar seus livros. Por mais que conte o resto da história nos outros dois livros da saga, eu queria saber mais sobre o ponto de vista dela, como ela estava encarando tudo aquilo, todo o romance com Shade e quando ela percebeu onde isso tudo ia dar.

O livro é bem curtinho e não tem muito segredo. Além dos dois contos, ele também vem com o mapa de Norta e o primeiro capítulo de Espada de Vidro (lembra que eu disse que tinha lido os livros na ordem errada? Então… ). Vale a pena ter os livros pra saber um pouco mais e entender a fundo a história dos personagens, pra ter um pouquinho mais de empatia pela história também. Eu ainda acho que a autora poderia ter melhorado a história da Coriane e acrescentado mais coisas à vida da comandante Farley mas a gente acaba se contentando com o que tem… Kkkkkkk…

Série Rainha Vermelha

Ordem correta dos livros. 😛

Agora a nós, meros leitores, aflitos pela continuação de Espada de Vidro, só resta aguardar pela continuação e algumas informações sobre o filme. Na minha humilde opinião, essa é a pior parte de ser uma leitora. Acho que é por isso que eu só vou atrás dos livros depois que toda a animação com relação a ele já passou. Fica mais fácil ter a continuação e, às vezes, você consegue comprar todos os livros de uma só vez.

Dica da tia: Esperem todo mundo já ter se cansado do livro pra depois querer começar a ler. Vale mais a pena e não tem tanta espera e sofrimento. 😉

Você pode comprar se Coroa Cruel clicando aqui.

Vamos ao nível de amor?

4corações

Vão ser só quatro corações pela decepção de ser só dois contos à parte… 

Até a próxima!

AssinaturaPamella