Barulho: Novidades Emicida

Hey pessoas!! Como vão??

 

Ano passado Emicida e sua turma fizeram o maior barulho no São Paulo Fashion Week com  o desfile da Yasuke, coleção da marca LAB que ele tem em sociedade com seu irmão, Evandro Fióti.

Eu lembro que, quando eu assisti o vídeo do desfile, fiquei doida pela música que serviu de trilha. Acontece que essa música não fazia parte da discografia do Emicida, mas o cara é tão incrível que escreveu e produziu uma faixa só para aquela ocasião!!!!!!

Sem mais delongas, se vocês ainda não conhecem, eu lhes apresento “Yasuke”:

Com uma letra forte, cantada numa cadência hipnotizante, Yasuke foi inspirada na vida do samurai negro de mesmo nome e cumpriu com maestria a improvável missão de misturar a África e o Japão.

Ela conta com uma qualidade muito comum nas músicas do Emicida: todas as letras do rapper são tão cheias de referências históricas e culturais, que você termina de ouvir já querendo pesquisar tudo o que ele falou para se aprofundar. Ele estuda e compõe músicas que enchem, não só os ouvidos, mas também a nossa mente. É como se a gente ficasse mais inteligente só por ouvi-las.

E como ele não veio a esse mundo a passeio, alguns dias antes de lançar Yasuke, Emicida lançou, em parceria com o SOS Mata Atlântica o clipe em 360° de “Casa”. Uma das minhas músicas favoritas de seu álbum mais recente:

O clipe foi lançado para celebrar os 30 anos do SOS Mata Atlântica, um projeto que protege o Bioma Mata Atlântica, que é tão importante para a “saúde” do mundo. Para saber mais sobre, clique aqui.

E não tinha como ser melhor. Com um clipe todo tecnológico, que pode ser visto em 360° e em Realidade Virtual, a mensagem de que a Mata Atlântica é o nosso lar não poderia ficar mais clara. E se somarmos a isso o refrão da música, que é um dos que eu mais gosto, aí é só amor!

Lembram que eu falei ano passado para ficarmos de olho no Emicida em 2017? Bom, com esses dois lançamentos de arrasar em tão pouco tempo, parece que eu estava certa, né?

E aí, gostou mais de qual das duas músicas? Eu ainda não consegui me decidir…

 

Por hoje é isso e keep exploring!

assinaturajubs

 

Barulho: Emicida – Mandume

Hey pessoas!! Como vão??

 

Atenção porque o Barulho de hoje está quentinho, recém saído do forno!! É que foi lançado anteontem, dia 05 de dezembro, o mais novo clipe do Emicida!

A música da vez é Mandume, que conta com a colaboração mais do que especial dos outros rappers Drik Barbosa, Amiri, Rico Dalasam, Muzzike e Raphão Alaafin e, gente, abaixa porque lá vem tiro!

Ano passado, quando falei sobre o “Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa“, último álbum do Emicida de onde saiu Mandume, lembro que mencionei aqui que esta era umas das melhores músicas do álbum, com uma rima mais pesada do que a outra. Tem tanta verdade, tanta revolta nela que eu não imaginei que eles fossem se atrever a fazer um clipe…

Mas eles foram lá e fizeram! E o resultado foi esse aqui:

“A história de ‘Mandume’ fala sobre resistir e vencer. Esses pontos são comuns na vida de muitos brasileiros e brasileiras. Todos os dias, há tempos, o que fazemos é sacudir a poeira e dar a volta por cima. Tenho um sonho antigo, de a TV e o entretenimento em geral serem um espelho das calçadas. Sempre produzimos vídeos pensando nisso, e ‘Mandume’, com a Gabi Jacob, vem na mesma pegada. Estou muito feliz por cada uma das participações no projeto, cada uma das pessoas ali é um universo de criatividade e força incrível, trazendo uma homenagem à altura ao grande rei Mandume e a cada um dos que resistem dia após dia nas ruas desse mundão!” (Texto tirado do site do Emicida)

Representatividade, meus amigos!! Racismo, feminismo, homossexualidade, religião, escravidão, herança cultural, resistência… Tá tudo aqui e colocado de uma maneira tão incrível, tão honesta que eu sentia arrepios percorrendo meu corpo a cada minuto desse clipe. A música sozinha já tinha esse efeito, mas com o clipe, ele foi elevado à décima potência!!

Para mim, o destaque ficou por conta da parte da Drik Barbosa! As rimas dela foram certeiras, afiadas e completas. Por ser a única mulher que canta na faixa, me deu um orgulho imenso de ver que ela foi, definitivamente, a que rimou melhor.

drikbarbosa

Para tornar as coisas ainda melhores, o clipe de Mandume ainda serve de fashion film da Yasuke, linha da marca Lab do Emicida e de seu irmão Evandro Fióti. Aí, você não só fica de cara com a mensagem passada, como também fica babando pelos looks exibidos… Só amor aqui!

E se por acaso você estiver curioso para saber como foi o desfile da Lab que deu o que falar no SPFW, confira o vídeo abaixo e comprove que todo o sucesso foi mais que merecido!

E aí, curtiram a novidade? Pra mim, foi a prova de que 2016 não foi um completo desperdício…

 

Por hoje é isso e keep exploring!

Assinaturas

Barulho: Trilha Sonora de “Totalmente Demais”

Hey pessoas!! Como vão??

 

Ano passado, tivemos alguns posts deste tipo por aqui, lembram? Falamos sobre as trilhas sonoras das novelas “I Love Paraisópolis“, “A Regra do Jogo” e a trilha mais do que lacradora de “Verdades Secretas“.

Pois bem, como velhos hábitos nunca morrem, desde que a não tão nova novela das 19h estreou, eu fiquei prestando atenção na trilha sonora, como já é um costume meu, só para poder trazer as melhores músicas aqui para vocês!

Confesso que este post era para ter saído há muito tempo atrás, mas antes tarde do que nunca, né? Hahahaha…

 

E como já é de praxe, comecemos com a música de abertura que se trata de um sucesso dos anos 80 da banda Hanói-Hanói regravado pela Anitta. Você pode até não gostar dela, mas tem que admitir que a regravação funcionou…

 

Essa daqui é a trilha sonora de um dos casais principais, Jonatas e Eliza, vividos respectivamente por Felipe Simas e Marina Ruy Barbosa e é tão delicada que eu acho até que dá um tom de conto de fadas para as cenas deles…

 

Essa é a música tema da protagonista Eliza e eu acho que combina muito com ela, porque começa suave e depois vai ficando forte, assim como a personagem da Marina.

 

 

Trilha sonora do segundo casal principal, Carolina e Arthur, é intensa como a relação deles e tem um quê de melancolia também…

 

E do lado nacional da trilha sonora, temos essa parceria suave do Emicida com a Vanessa da Mata.

 

Tem também o Seu Jorge, com uma música contagiante e que combina bem com o clima alto astral da novela…

 

Essa daqui está entre as minhas favoritas da trilha. Nem sonhava que era a banda Suricato, mas depois que descobri, fui correndo ouvir mais músicas da banda… Eu achei que eles têm uma vibe meio Barão Vermelho, alguém mais achou?

 

A Pitty também está nessa trilha!! O clipe dessa música me lembra o livro “Brida” do mestre Paulo Coelho…

 

E pra fechar, essa da Meghan Trainor, que não é tão nova assim (é de 2014) mas é animada como o ritmo da novela.

 

Bacana essa trilha sonora, né? Dá pra fazer uma playlist bem eclética! Eu já falei isso por aqui, mas vou repetir: adoro prestar atenção nas trilhas de novelas, séries e filmes porque acho que isso me ajuda a entrar na história. Fora que eu já conheci músicas bem legais assim…

Mais alguém aí tem mania de prestar atenção em trilhas sonoras?

 

Por hoje é isso e keep exploring!

balão2

Barulho: Emicida – Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa

Hey pessoas!! Como vão??

 

O Barulho de hoje tem tudo a ver com o Top 15 da última segunda-feira, porque eu simplesmente não consigo parar de ouvir esse álbum!! Viciei real!!

Eu nem bem apresentei pra vocês as novidades musicais de um dos meus artistas brasileiros favoritos e ele já lançou um cd fresquinho, saindo do forno, com novidades que valem muito a pena parar pra ouvir.

Senhoras e senhores, eu lhes apresento: Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa, o novo álbum do Emicida, lançado semana passada!

Capa-SCQPLC

 

Vamos partir do princípio de que o Emicida ganhou muuuitos pontos comigo ao disponibilizar o álbum completo para ser ouvido de graça em diversas plataformas digitais, porque assim, eu não precisei fazer download para ouvir, o que é uma coisa ótima, além de uma jogada espertíssima.

O álbum foi resultado de uma viagem que o Emicida fez à África e , eu li em uma crítica uma frase que resume bem meu sentimento ao ouvir essas músicas: “Na África, Emicida nunca foi tão brasileiro…”. E é a mais pura verdade, faixa á faixa, de uma forma completa e nada óbvia, ele fala de vários assuntos como preconceito, história e as semelhanças entre o Brasil e a África (que não são poucas).

Outro ponto positivo para esse álbum, foi o fato de que ele fala de coisas pesadas sim, mas as músicas em si, as melodias, estão mais leves, mais agradáveis ao ouvido, menos poluídas. Bom, agora chega de conversa e bora lá ouvir a mais nova obra-prima do Emicida e mais abaixo, alguns comentários sobre as minhas faixas favoritas…

 

 1. Mãe

Aí o Emicida vai e escolhe, sem rodeios, o que talvez seja a letra mais forte do álbum… E quem não se reconhecer um pouquinho nessa letra, que atire a primeira pedra. E só tentem não se arrepiar com as palavras da Dona Jacira (mãe do Emicida) no final…

 

3.  Casa

Como não gostar de uma música que tem criancinhas no refrão cantando: “O céu é o meu pai, a terra mamãe e o mundo inteiro é tipo a minha casa…”?

 

12. Mandume

Uma rima mais pesada do que a outra, apenas…

 

Fora essas, tem as que eu já falei em outros posts, como Mufete ❤ , Passarinhos e Boa Esperança

 

Bom, espero que vocês tenham gostado do cd tanto quanto eu, afinal, é muito bom ver um artista brasileiro fazendo algo tão significativo, né? Música brasileira da melhor qualidade!

Semana que vem a gente se vê com mais novidades do mundo da música!

Ps: Vocês acham que eu estou muito viciada no Emicida? hahahaha…

Por hoje é isso e keep exploring!

balão2

Barulho: Emicida – Boa Esperança

Hey pessoas!! Como vão??

 

É tão bom quando um artista que a gente gosta lança coisa nova, né?

 
Então dá pra vocês terem uma ideia do quanto eu fiquei feliz quando, após 3 meses do lançamento de “Bonjour” (confira o post sobre essa música aqui), meu querido Emicida lançou ontem à noite o clipe da música “Boa Esperança”. Deem só uma conferida:

Eu simplesmente adoro os clipes do Emicida porque eu percebo que rola uma preocupação da parte dele em fazer com que a gente entenda a mensagem que a música quer passar…

 

Com participações dos filhos do mano Brown Domênica Dias e  Jorge Dias (esse a cara do pai, by the way), a modelo Michelli Provensi, dona Jacira (mãe do Emicida) e dele próprio, “Boa Esperança” ficou tipo um curta-metragem onde, cansados das humilhações inspostas por seus patrões, empregados de uma mansão dão início a uma revolução em nome dos seus diretos. Apesar dos poucos minutos de duração, esse clipe teve uma força que ainda durou por algum tempo depois que acabou…

A letra é uma porrada que acerta em cheio ao falar, sem meias palavras, de um assunto tão antigo e tão atual ao mesmo tempo: o preconceito racial.

Eu fiquei chocada, espantada e inspirada… E se tratando de Emicida, isso não é novidade pra mim porque ele sempre me choca e me inspira ao mesmo tempo… Tô que não me aguento aqui esperando agosto para ver o que o novo álbum dele nos reserva…

emicida

“Nós quer ser dono do circo, cansamos da vida de palhaço…”

Por hoje é isso e keep exploring!

balão2

Barulho: Novidades não tão novas mas que você pode ter perdido…

Hey pessoas!! Como vão??

 

Eu sei que o título do post ficou “meio” grande mas é que eu não consegui pensar em nada melhor para expressar sobre o que é o Barulho de hoje…

Eu sei também, que a quantidade de posts aqui do blog deu uma bela diminuída mas eu quero que vocês saibam que eu tenho feito o meu melhor para poder escrever pelo menos uma vez por semana e não abandonar este blog, que é um projeto tão querido para mim…

Anyway, a falta de tempo foi tamanha que eu nem compartilhei com vocês duas músicas novas de artistas que eu curto pra caramba no momento em que elas foram lançadas…

A primeira, é a que eu mais tenho ouvido no dia a dia: “Bonjour” do Emicida com participação do rapper francês Féfé, saca só…

Eu sou completamente suspeita para falar porque amo tudo o que o Emicida faz e fiquei toda derretida quando ouvi ele rimando alguns versos em francês… #muitoamor

E a mistura do francês da letra com a base “meio samba” da música foi perfeita para coroar essa conexão Brasil – França…

E do lado de lá do oceano, uma banda que eu curtia muito durante a adolescência mas que tinha sumido há anos das minhas playlists resolveu lançar uma música com a qual eu esbarrei durante as minhas andanças pelo youtube:

Se você conseguir prestar atenção na música enquanto vê o clipe engraçadinho, vai acabar gostando tanto quanto eu, porque existe uma vibe do bom e velho Fall Out Boy da minha adolescência… Pontos extras pelo refrão chiclete, garotos!!

Devo até admitir que baixei umas músicas antigas deles que tinham se perdido na minha troca de computador há uns dois anos atrás…

Então é isso, galera… Sempre que eu encontrar alguma novidade legal para compartilhar, podem contar que é isso mesmo o que eu vou fazer… Mesmo que demore “um pouquinho”… Rsrsrsrs…

Por hoje é isso e keep exploring!

balão2