Top 5: Nirvana

Hey pessoas!! Como vão??

 

Se existem duas datas no calendário de qualquer fã do bom e velho rock’n’roll que sempre significarão alguma coisa, independente do ano, são 20 de fevereiro e 05 de abril.

Isso porque, em 20 de fevereiro de 1967, nascia na cidade de Alberdeen em Washington o cara que revolucionaria a cena do punk rock mundial e se tornaria uma das maiores lendas do rock: Kurt Donald Cobain. E apenas 27 anos depois, em 05 de abril de 1994, esse mesmo cara daria fim à própria vida, deixando uma carta de suicídio onde dizia que “era melhor queimar de uma vez, do que ir se apagando aos poucos”, algo sobre morrer no auge em vez de arriscar cair no esquecimento…

Quando o Nirvana estava no auge eu ainda era um bebê e só fui conhecer sua obra uns 15 anos depois. Não vou mentir e dizer que é a minha banda favorita (eu prefiro Foo Fighters e Red Hot), mas é impossível para mim gostar de rock e ignorar tudo o que o Nirvana significa. Acho que, se existisse uma escola que ensinasse como ser um roqueiro de verdade, haveria uma matéria toda dedicada ao impacto que o Nirvana teve no mundo da música e uma outra inteiramente dedicada a tentar entender como funcionava a cabeça perturbada e genial de Kurt Cobain.

E como eu sou uma pessoa mais propensa a comemorar nascimentos, fica para hoje, dia em que Kurt comemoraria 50 anos de vida, o Top 5 inteiramente dedicado à maior banda do movimento punk/grunge de todos os tempos.

Senhoras e senhores, com vocês, as minhas cinco músicas favoritas do Nirvana!

 

5. Lithium

 

4. Sliver

 

3. Pennyroyal Tea

 

2. Smells Like Teen Spirit

Porque hino é hino…

 

1. Come As You Are

Mais conhecida como uma das poucas músicas que eu sei tocar no violão…

 

Pronto! Essas são minhas cinco músicas favoritas do Nirvana! Lembrando que esta lista é totalmente baseada no meu gosto pessoal e não tem nada de técnico ou profissional, beleza? É tudo na base do ouvido mesmo…

Agora me contem, vocês curtem Nirvana? Qual sua música favorita e por quê? Deixem nos comentários!

kurtgif

Por hoje é isso e keep exploring!

assinaturajubs

Anúncios

Top 10: Músicas que completam 10 anos em 2017

Hey pessoas!! Como vão??

 

Eis que depois de muito tempo, olha quem está de volta aos palcos do L’Explorateur: nossas playlists!!! Yaaaay!

E para começar mais uma semana cheia de música, que tal voltarmos um pouquinho no tempo? Bom, a música tem esse poder, né? Ela consegue mexer com as nossas emoções, despertar sensações e nos fazer viajar no tempo… Eu não sei vocês, mas cada momento da minha vida foi marcado por músicas e toda vez que eu as ouço, é como se voltasse a viver tudo aquilo…

Bom, o meio para o fim dos anos 2000 pegaram bem o ápice da minha adolescência, regada a muitos shows, horas de internet procurando bandas e músicas novas e muitas horas vidrada nos programas da MTV (quando eles ainda prestavam), então vocês devem imaginar o quanto foi difícil reduzir esta lista a apenas 10 músicas, né?

Mas enfim, fiz meu melhor e vocês conferem agora o resultado!

 

1. Beyoncé feat. Shakira – Beautiful Liar

Vamos começar com lacre duplo? Sério, tô aqui até agora tentando decidir quem tem o melhor rebolado…

 

2. Rihanna feat Jay Z – Umbrella

Aqui temos uma Rihanna pré tatuagens  e pré vida loka já começando a dar seus primeiros passos rumo à diva que ela viria a se tornar hoje…

 

3. Paramore – Misery Business

Primeira vez que ouvi a voz poderosa e angelical da Hayley e me apaixonei… Continuo ouvindo essa música…

 

4. Pitty – Pulsos

Uma das minhas favoritas da Pitty ❤

 

5. Natiruts – Natiruts Reggae Power

Outra música que eu continuo ouvindo até hoje e que tem uma vibe incrível!

 

6. Avril Lavigne – Girlfriend

Ah Avril e seu pop punk cor de rosa e de salto alto…

 

7. Britney Spears – Gimme More

Britney e sua volta “triunfal” depois da doideira que levou a bichinha a raspar a cabeça…

 

8. Timbaland feat. Nelly Furtado & Justin Timberlake

Qualquer lista de músicas lançadas que você consultar, pode ter certeza que vai encontrar um desses três aí de cima. No final dos anos 2000 eles eram OS nomes na cena pop/hip hop/rnb, então decidi pegar uma música só que tivesse os três.

 

9. Strike – Paraíso Proibido

Trilha de 10 entre 10 festinhas da turma da escola, essa música fez parte do boom de bandas de hard core nacionais que marcou essa época…

 

10. Gwen Stefani – The Sweet Escape

E para fechar, esse chicletinho da Gwen Stefani que eu já cantei muuuuito…

 

E aí, que tal essa nossa viagem no tempo, galera? Eu revi minha adolescência inteira neste post aqui e aposto que muita gente aí também… Agora, me contem aí, o que vocês estavam ouvindo em 2007??

Bom, fiquem ligados que semana que vem tem mais playlist, hein!

 

Por hoje é isso e keep exploring!

assinaturajubs

Top 10: As Melhores de 2016 (na minha humilde opinião)

Hey pessoas!! Como vão??

 

Chegou aquela época do ano em que a gente faz um balanço geral de tudo o que aconteceu de bom ou ruim nas nossas vidas, né?

Bom, 2016 foi um ano puxado no quesito político, social e econômico, mas pelo menos no mundo da música as coisas foram um pouquinho melhores.

Tivemos algumas importantes perdas musicais sim, mas tivemos bastante coisa nova e de qualidade chegando. E como não poderia deixar de ser, aqui no L’Explorateur vai rolar a já tradicional lista das 10 melhores músicas lançadas no ano!!

Já vou avisando que esta lista é muito pessoal, então não estranhem se não rolarem por aqui músicas que estão bombando nas rádios, porque vai ser uma questão de gosto mesmo, ok?

Vamos começar?

 

10. The Chainsmokers feat. Halsey – Closer

Escolhida por 10 entre 10 blogueiras famosinhas como trilha sonora de seus vídeos, eu confesso que nunca na minha vida tinha ouvido falar em The Chainsmokers antes de Closer. Comecei a gostar há pouco tempo, um pouco mais tarde do que a maioria das pessoas, mas a música é boa e cativante, por isso entrou na lista! 😉

 

9. Blink 182 – Bored to Death

Entre os muitos lançamentos do ano, estão os de bandas já consagradíssimas que resolveram voltar à ativa com tudo! Esse foi o caso do Blink com sua Bored to Death que gruda na cabeça e me fez cantar alto várias vezes durante o ano…

 

8. Adele – Send My Love (To Your New Lover)

Adele foi uma das que guardou seu retorno bombástico para 2016 e não fez feio! Todo mundo sabe que ela é a rainha das músicas de fossa, mas sabe que eu gosto mais quando ela deixa a depressão de lado e canta com atitude?

 

7. Karol Conká – É o Poder

Já gostava dela, mas esse ano Karol Conká, a musa do empoderamento feminino, garantiu espaço vitalício no meu coração!

 

6. Rihanna feat. Drake – Work

Você ainda aguenta ouvir Work? Hahahaha… Eu não aguento mais e é de tanto já ter ouvido que ela não poderia faltar nessa lista, né?

 

5. Braza – Embrasa

Quando Forfun se dissolveu e acabou, deixou muitos órfãos por aí. Mas a tristeza durou pouco, porque logo veio Braza contando com três integrantes da extinta banda e trazendo muita bagagem forfunática… Embrasa não é nem de longe a melhor música do primeiro álbum dos caras, mas entrou na lista por ter sido o carro-chefe que coroou essa nova fase…

 

4. Bruno Mars – 24K Magic

Mais um dos grandes retornos de 2016! Adoro quando o artista já chega chegando, cheio de qualidade e tenho certeza de que ainda vamos dançar muito ao som de 24K Magic em 2017…

 

3. Green Day – Bang Bang

Uma das melhores coisas desse ano foi redescobrir meu amor de adolescência pelo Green Day. A cada lançamento eu sentia um misto de surpresa e reconhecimento que só uma banda muito boa e com muitos anos de estrada é capaz de proporcionar…

 

2. The Weeknd – Starboy

Sabe quando você conhece e curte meia dúzia de músicas de um artista e é só isso? Posso dizer com a boca cheia que minha relação com The Weeknd mudou completamente esse ano exatamente por causa dessa música aí… Se meu cachorro falasse, ele confirmaria para vocês que eu canto e danço feito louca toda vez que Starboy começa a tocar…

 

1. Beyoncé – Formation

Alguma dúvida de que essa seria a melhor música de 2016 na minha opinião? Queen Bey não só lançou um álbum maravilhoso, acompanhado de um filme-manifesto tão maravilhoso quanto, como também teve o poder de elevar a autoestima do povo negro que andou tão precisado desse boost de confiança… Não só Formation, como o Lemonade inteiro é, com certeza, a melhor coisa que me aconteceu em 2016…

 

E pronto! Essas são minhas melhores músicas de 2016! Cara, foi muito difícil diminuir a lista para só 10, mas eu estou satisfeita com as escolhidas…

Agora me conta aí, concorda com as minhas escolhas? Quem você acha que foi o maior nome no mundo da música em 2016? Que nomes não poderiam faltar na sua lista?

 

Por hoje é isso e keep exploring!

Assinaturas

Top 5: Músicas Emocionantes

Hey pessoas!! Como vão??

 

O Top 5 da semana passada trouxe músicas carregadas de mensagens de força e perseverança e nada melhor do que isso para a gente conseguir prosseguir nesse restinho de 2016, né?

Bom, eu acredito muito que o dever da música seja esse. Nos entreter, nos divertir mas também nos fazer refletir e nos emocionar. E, de vez em quando, a gente tem que deixar um pouco a força de lado e permitir que a emoção tome conta…

Acho que quando a pressão do dia a dia é demais, a gente precisa descarregar as emoções para poder aliviar e ficar pronto pra outra! Vai, confessa. Você já se sentiu mais leve depois de extravasar suas emoções com uma boa chorada? Eu já! E tem umas músicas, meus amigos, que me emocionam e me fazem chorar igual um bebê, hahahah!

Então, para aqueles momentos em que você precisar descarregar, pegue seus lencinhos e confere esse Top 5 de hoje…
1. Creed – With Arms Wide Open

Desde a minha adolescência, quando essa música fazia parte da trilha sonora da Malhação, eu sempre a achei muito forte. Depois fui ver a letra e descobri que ela foi escrita pelo Scott, vocalista da banda, quando ele descobriu que iria ser pai e aí ela passou a me emocionar muito mais…

Letra e tradução

 

2. Christina Aguilera – The Voice Wittin

Nesse caso aqui, o que me emociona é a interpretação da Christina nessa música tão forte, que fala sobre confiar na intuição em momentos de fraqueza…

Letra e tradução

 

3. Emicida – Crisântemo

Eu sempre falo que o Emicida arrasa nas letras, né? Então não tinha como ser diferente ao falar de seu falecido pai e de como ele era ausente, mesmo quando estava presente. Ouçam até o final, porque as palavras da Dona Jacira, mãe do Emicida, no final são de cortar até coração de pedra…

Letra

 

4. Adele – Someone Like You

Aoooow, sofrência!!! Hahahah… Quem nunca ouviu essa música no repeat para tenta curar um coração partido ou postou a letra no Face pra mandar aquela indireta pro ex?

Letra e tradução

 

5. Evanescence – My Immortal

Vai dizer que na adolescência você não chorou nem uma vezinha ao som da voz de Amy Lee??

Letra e tradução

 

Nossa, não vou mentir, rolaram umas lagriminhas básicas aqui para escrever este post, hahaha… Mas as lágrimas fazem parte da vida tanto quanto os sorrisos, né?

Agora me digam, quais músicas fazem vocês chorarem feito bebezinhos? Vamos compartilhar essa sofrência, meu povo!

 

Por hoje é isso e keep exploring!

Assinaturas

Top 5: Motivação

Hey pessoas!! Como vão??

 

Vou ser bem sincera com vocês: os últimos dias não têm sido nada fáceis…

Não bastasse a minha criatividade resolver ir dar um rolê sei lá onde, me deixando sem ideias há dias, eu fiquei extremamente sensibilizada com toda a tragédia que aconteceu em Chapecó e isso também tirou um pouco da minha vontade de escrever…

Mas, em um desses dias de letargia que me ocorreram semana passada, eu comecei a lembrar de uma parte da letra da música “Foco, Força e Fé” do Projota que diz “o sofá é um péssimo vício, vai te acomodar, eu prefiro um precipício pra me ensinar a voar” e isso me fez levantar do sofá, trocar de roupa e ir à academia onde eu tive a ideia de fazer o Top 5 de hoje, só com músicas cujas letras têm o poder de nos motivar.

Então, chega de moleza e tristeza! Que tal entrarmos no último mês desse ano que já deu o que tinha que dar com motivação e força para seguirmos até o fim?

 

1. Projota – Foco, Força e Fé

Claro que não podia faltar a música que inspirou esta playlist…

Melhor trecho: “A vida é sacrificio, fechar os olhos e se entregar
No ínicio é díficil, mas vai se acostumar
O sofá é um péssimo vício, vai te acomodar
Eu prefiro um precipício pra me ensinar a voar”

 

2. Karol Conká – É O Poder

Melhor trecho: “Se não tá no meu lugar então não fale meu
Se for fazer pela metade não vale
Eu vivo com doses de só Deus que sabe
O resto ninguém sabe
Quebro tudo pra que todos se calem
Quem vem? Só quem tem coragem vai
Já falei que quem nasceu pra ser do topo nunca cai”

 

3. Beyoncé – Formation

Melhor trecho: “Eu vejo, eu quero

Dou meu máximo, sou negra

Eu sonho, eu trabalho duro

Eu me esforço até conseguir”

4. Gabriel, O Pensador – Fé na Luta

Melhor trecho: “Escuta o conselho
Entra com foco no ringue
Não perde o suingue, protege a cabeça
Guarda o que é bom no seu peito
E o que for ruim ou suspeito, esqueça
Pensa no tempo, não esquece do tempo
Não há tesouro maior”

 

5. Destiny’s Child – Survivor

Melhor trecho: “Eu sou uma sobrevivente

Eu não vou desistir
Eu não vou parar
Eu vou trabalhar mais duro
Eu sou um sobrevivente 
Eu vou chegar lá
Eu vou sobreviver 
Continuo sobrevivendo”

 

Pronto, exploradores! Agora, devidamente energizados e motivados, acho que conseguimos chegar até o final desse ano surpreendente com um pouco mais de força, né??

E aí, qual a música que te ajuda a ter motivação para vencer os desafios? Conta pra mim nos comentários!

 

Por hoje é isso e keep exploring!

Assinaturas

Pessoas negras para ficar de olho em 2017

Hey pessoas!! Como vão??

 

Sei que eu deveria ter colocado este post no ar ontem para fechar certinho a nossa Semana da Consciência Negra. Só que ele ainda não estava revisado e eu não tive tempo de revisar para poder postar… #sorry

Mas sempre há tempo para falar de coisa boa, então, lá vamos nós para o nosso último post dessa semana tão especial, onde falamos um pouquinho sobre racismo, orgulho, representatividade e outras coisas relacionadas à luta por mais respeito ao povo negro.

O ano de 2016 foi uma loucura, né? Aconteceu muita coisa, muito foi discutido, muito foi descoberto e muita gente apareceu para fazer barulho, tanto para o mal, quanto para o bem.

E é dessas pessoas que falaremos hoje. Um pessoal que apareceu para fortalecer o movimento e botar os negros e suas qualidades sob os holofotes…

 

Lázaro Ramos e Taís Araújo

taiselazaro

O power couple que você mais respeita! É impossível não mencioná-los, principalmente depois de ver “O Topo da Montanha”, peça de teatro inspiradora estrelada por eles que narra a última noite de vida de Martin Luther King. Eles ainda tiveram peito de botar negros no protagonismo como pessoas bem sucedidas e ricas com a série Mister Brau, coisa não tão comum na televisão. Fora isso, Taís luta para elevar a auto-estima da mulher negra, enquanto Lázaro batalha pela representatividade, escrevendo livros infantis com protagonistas negros. 2016 foi o ano deles e eu tenho certeza que 2017 não será diferente!

 

Karol Conká

karolconka

Ela tomba, lacra, dá o nome, enfim! 2016 foi o ano em que o Brasil se curvou diante do poder de Karol Conká. Com ela, aprendemos a formar um escudo de amor próprio e liberdade capaz de barrar todo o machismo, racismo e ódio existentes por aí… Quer sentir um gostinho do que Karol é capaz? Ouça “É O Poder“, minha favorita da musa do cabelo rosa e uma inspiração para o dia a dia… Alguma dúvida de que vem muito mais lacração em 2017??

 

Emicida e Fióti

emicida-eduardo-fioti-1200x640

Quer feito maior do que uma marca criada por dois caras negros vindos da periferia de São Paulo, que começou com camisetas para vender depois dos shows, participar de um desfile do São Paulo Fashion Week? Eles botaram a quebrada no radar do pessoal da moda com o desfile da Lab Yasuke e depois que seus modelos subiram na passarela, não se falava mais em outra coisa! Eu tô ansiosa para o que a marca vai preparar para 2017 e tô juntando minhas moedas aqui pra comprar uma peça ou outra!

 

MC Carol

mc_carol_vl

Se você não estiver preparado para ouvir umas verdades e ter várias certezas que você tinha sobre a vida derrubadas como um muro que leva marretadas, nem ouça as músicas dela porque é exatamente esse o efeito que as letras de MC Carol têm. É cada uma mais destruidora do que a outra e, se você não estiver preparado, pode ser atropelado por essa força da natureza. Destaque para “100% Feminista” e “Delação Premiada“. Vem 2017, pra Carol poder brilhar mais e mais!

 

Liniker

liniker

Eu deixei o melhor para o final, porque tô num caso de amor bem sério com Liniker… Depois que ouvi “Zero” pela primeira vez, eu fiquei completamente entregue ao seu talento e o magnetismo que ela emana. E o melhor: além de cantar lindamente, com uma voz como há muito não se ouve por aí, capaz de misturar timbres suaves e explosões poderosas, Liniker ainda promove uma discussão sobre a fluidez de gênero, pois nasceu homem, mas se identifica como mulher, porém sem se limitar a estereótipo nenhum… Não é lindo? Alguém com tanta coragem de ser livre? Acho que podemos esperar grandes coisas para 2017…

 

Bom, gente, chegou ao fim nossa Semana da Consciência Negra. Eu espero ter passado para vocês muito mais do que a necessidade de lutar contra o racismo. Espero ter mostrado para vocês o quanto o povo negro é forte, lindo e digno da nossa atenção…

Bora derrubar barreiras e promover a igualdade e o respeito? Se você aprendeu alguma coisa nova essa semana comigo ou tem alguma coisa que gostaria de compartilhar, deixa nos comentários, vamos nos falar!!

 

Por hoje é isso e keep exploring!

Assinaturas

 

5 Vezes em que você foi racista e nem percebeu

Hey pessoas!! Como vão??

 

A discriminação racial já está tão inserida na nossa sociedade que, mesmo que você não tenha preconceito com pessoas de outra raça, pode acabar tendo atitudes racistas sem perceber.

Podem ser atitudes, frases ou expressões que você conhece e usa há tempos, mas que nunca parou para pensar de onde vêm e nem o quanto podem ser ofensivas.

Mas, calma! Sempre há tempo para aprender e repensar nossas atitudes. Comece hoje, lendo este post e refletindo se você já disse ou fez alguma das coisas listadas abaixo e interrompendo estes hábitos já! 😉

 

1. Chamar uma pessoa negra de “mulata”, “morena” ou, o pior de todos, “escurinha”.

moment-where-she-clearly-outgrown-being-single-lady

Migos, seus loucos… Uma pessoa negra raramente (mas assim, muito raramente mesmo) vai se ofender se você se referir a ela como negra. Então, por favor, não use frases como “aquela moreninha lá” para falar de alguém de pele negra. E entendam de uma vez por todas: mulato é quem é fruto da mistura de pessoas de raças diferentes. É aquela pessoa com a pele de cor parda, sabe? Então, não, você não pode descrever uma pessoa negra como mulata. Não tenha medo de usar a palavra “negro” para descrever alguém porque cada vez que você faz isso, reafirma o fato (equivocado) de que ser negro é uma coisa ruim…

 

2. Usar a expressão “cabelo ruim” para falar sobre cabelo crespo

cachos-gif-7

É como diz parte de um poema chamado “Milionário do Sonho” escrito por Elisa Lucinda e presente no álbum “O Glorioso Retorno de Quem Nunca Esteve Aqui” do Emicida que é assim:”tendo um cabelo tão bom, cheio de cacho e movimento, cheio de armação, emaranhado, crespura e bom comportamento, grito bem alto sim ‘quem foi o idiota que concluiu que meu cabelo é ruim’? Qual foi o otário equivocado que decidiu estar errado meu cabelo enrolado? Ruim pra quê? Ruim pra quem?”. E é bem isso, gente, o que torna um cabelo ruim? Pra mim, um cabelo ruim é um cabelo malcuidado, seja ele liso ou crespo. Então vamos parar de associar esse adjetivo tão depreciativo com uma coisa tão linda quanto um cabelo cheio de atitude como é o crespo?

 

3. Confundir racismo com opinião

b-tch-plz

Pode até ser sua opinião, querido, todo mundo tem direito a ter a sua. Só que existe uma coisa chamada”noção de certo e errado” e com relação a isso, não existe esse negócio de opinião, não. Se você praticar atos racistas, você está errado e ponto. Tem o direito de não gostar de pessoas de outra raça? Até tem. Mas está errado, brother, aceita…

 

4. Usar expressões como “dia de branco”, “serviço de preto” ou “inveja branca”

nicki

Eu sei que você não faz por mal, mas pensa um pouquinho no que essas (e outras) expressões têm em comum: elas associam a palavra preto ou negro a coisas ruins e a palavra branco a coisas boas e puras. Agora, me diz se não tem um racismo aí? Mesmo que não seja intencional…

 

5. Julgar um livro pela capa

drakewhat

Você vê um cara negro todo vestido de branco. O que você pensa?

(a) Ele está indo ou vindo de um centro de Umbanda

(b) Ele é médico ou enfermeiro

(c) Ele está indo para uma festa ou apenas gosta de usar a cor branca

Sejamos sinceros, algumas pessoas vão escolher a terceira alternativa, pouquíssimas vão escolher a segunda e a grande maioria vai pensar na primeira. Porque, para algumas pessoas, todo negro é macumbeiro (aliás, Umbanda não é Macumba, tá?) e isso é uma coisa ruim. Tem negro macumbeiro, umbandista, evangélico, cristão, budista, ateu e por aí vai, sabe por quê? Porque cor não determina religião, amigo…

 

Enfim, objetivo deste post não é recriminar ninguém, e sim, mostrar como algumas vezes a gente pode ter atitudes preconceituosas que já estão tão inseridas na nossa vida, que a gente nem se dá conta.

O importante é começar a refletir e se policiar, não por uma questão de melindre ou para não chatear alguém, até porque há pessoas negras que não se importam com nada disso. Mas sim, por uma questão de respeito e humanidade. Para não continuar compactuando com ideias ultrapassadas, de um tempo que já passou e para começar a construir um futuro diferente.

 

Por hoje é isso e keep exploring!

Assinaturas