Projeto “Vai Um Café?”: As Várias Versões de Mim #PostagemColetiva

Hey pessoas!! Como vão??

 

Hoje tem post aleatório nesse blogzinho que está devagar, mas não está morto!

 

AS VÁRIAS VERSÕES DE MIM

Sabe quando você está em uma conversa sobre signos e alguém vira e fala que o que importa mesmo é o seu ascendente?

Sempre achei que isso explicava muita coisa a meu respeito…

Primeiramente eu devo dizer que, apesar de ser um tanto cética com relação às previsões, eu acredito sim que o dia, mês e hora do nosso nascimento (dentre outras coisas) têm influência em aspectos da nossa personalidade.

Se não fosse assim, como eu conseguiria explicar para mim mesma os tantos aspectos contraditórios que compõem esse maravilhoso serzinho chamado “eu”?

Para exemplificar, existe uma Juliana dentro de mim que é um tanto conservadora, que gosta das coisas certinhas e muito bem explicadinhas. Que não consegue compreender como algumas pessoas parecem ter uma certa dificuldade para tomar decisões na vida.

Na mesma pegada, existe uma Juliana em mim que crê na força do acaso. Em uma energia desconhecida que nos empurra pela vida, botando tudo e todos em seus devidos lugares.

Outro exemplo: houve um tempo em que eu não saía de casa sem maquiagem e sair sem usar lápis preto bem forte, tanto na pálpebra de cima, quanto na de baixo, era inconcebível para mim!

Hoje em dia, quando eu decido sair de maquiagem, o lápis de olho pretão e pesadão dá espaço para um delineado gatinho delicado apenas na pálpebra de cima, acompanhado de algumas boas camadas de máscara para cílios…

“Mas como isso é possível?”, você deve estar se perguntando…

Amigo, eu te respondo com uma outra pergunta: como isso pode não ser possível?

Como é que determinados seres humanos conseguem caminhar sobre a terra sendo sempre a mesma pessoa, sem nuances, sem aspectos interessantes e peculiares que os tornam uma peça única e rara?

Como conseguem passar a vida sendo lineares?

Eu não consigo ser assim. Sou um amontoado das experiências que vivi, das coisas que vi e de tudo aquilo que me encanta, mesmo que nada disso combine entre si.

Sou do time do Raul e prefiro ser essa metamorfose ambulante meeeesmo!

Tem como ser de outro jeito? Eu acredito que não e que, daqui até o fim dos meus dias, muitas outras Julianas ainda vão habitar esse eu corpo…

Ah! E caso você esteja se perguntando, eu sou de Virgem com ascendente em Aquário e sim, isso explica muita coisa…

E aí, curtiram o texto? Concordam que, ao longo da vida, existem várias versões de nós? Este post foi mais uma cortesia do “Vai Um Café?” e eu aproveito o momento para dizer que o grupo está aceitando novos membros, então, se você estiver a fim de fazer parte do grupo mais amô das internê, é só preencher o formulário disponível na nossa fanpage, belezinha?

Por hoje é isso e keep exploring!