BEDA 2016

Hey pessoas!! Como vão??

 

Passando por aqui em pleno final de domingo só para avisar que a partir de amanhã, até o final do mês de agosto, o L’Explorateur vai participar de uma ação coletiva no mundo dos blogs chamada BEDA.

BEDA nada mais é que uma sigla que significa Blogging Every Day in August (pode ser April também), ou seja, blogando todos os dias de agosto (ou abril).

Se você nos acompanha pelo menos um pouquinho, sabe que nós costumamos postar 4, no máximo 5 vezes por semana, né? Mas como agosto é o mês de aniversário de dois anos do blog, decidimos fazer algo a mais e nos esforçarmos para trazer conteúdo novo e bacana durante esses 31 dias para quem está sempre conosco…

Então, fique de olhos bem abertos, explorador! Porque vai ter L’Explorateur no BEDA sim!

BEDA 2016

Por hoje é isso e keep blogging!

Assinaturas

Top 5: Amy Winehouse

Hey pessoas!! Como vão??

 

A gente mal acabou de se lamentar por completarmos mais um ano da morte do Rei do Pop, Michael Jackson, vem o mês de julho e nos faz lembrar de uma outra estrela que está há cinco anos brilhando forte no céu…

No último sábado, 23 de julho, completamos cinco anos da morte da diva da voz, Amy Winehouse. Desde que li sua biografia, meu amor por ela só cresceu e, como melhor do que nos lamentarmos por sua morte é nos lembrarmos de como ela era maravilhosa em vida, hoje vai ter Top 5 com as minhas músicas favoritas da Amy, sim!

Normalmente, eu só jogo os clipes na lista conforme eu vou me lembrando deles mas nesse Top 5 eu faço questão de que as músicas estejam na ordem da preferência, do quanto eu gosto delas…

 

5. Rehab

Foi a primeira música dela que ouvi e, como deve ter acontecido com muita gente, foi aí que me apaixonei ❤

 

4. You Know I’m No Good

O baixo dessa música… Ah, o baixo dessa música…

 

3. Back to Black

Porque ela está simplesmente maravilhosa nesse clipe…

 

2. Valerie

Essa é a música dela que meu pai mais gosta, então eu meio que tenho um motivo duplo para gostar…

 

1. He Can Only Hold Her

Não sei porque essa é minha favorita, só sei que é…

 

Eita saudade que não cabe no peito, né? Amy se foi mas seu legado continua, se depender de mim, seu nome será sempre lembrado. Meus filhos, meus netos e bisnetos vão saber quem foi essa mulher incrível, vítima de um relacionamento abusivo, de sua própria fragilidade e de uma imprensa sensacionalista…

E eu sigo aqui, ainda tomando coragem para ver o filme dela…

Para ler o post sobre a biografia da Amy, clique aqui.

 

Por hoje é isso e keep exploring!

Assinaturas

Barulho: Dia do Amigo

Hey pessoas!! Como vão??

 

Tem coisa mais legal do que ver nosso artista favorito trabalhando e fazendo um som? E se forem dois artistas que a gente gosta fazendo um som juntos, uma parceria? Aí a gente pira, né?

Então, para aproveitar que hoje é Dia do Amigo, vamos conhecer algumas das amizades mais famosas do mundo da música que rendem, não só alegria para vida dos artistas, mas boas músicas pra gente também!

 

Beyoncé, Michelle Williams & Kelly Rowland

O Destiny’s Child pode até ter acabado e nos deixado muito tristes, mas a amizade dessas três aí dura até hoje. Beyoncé e Kelly são mais próximas mas, ainda assim, quando as três se juntam, sempre rola coisa boa…

 

Jay-Z & Kanye West

Taí uma amizade que pode-se dizer que “vale ouro” porque, o tanto de dinheiro que esses dois ganharam desde que começaram a trabalhar juntos, não tá escrito…

 

Nando Reis & Cássia Eller

Uma das minhas parcerias favoritas na música e um exemplo de parceria na vida…

 

Mick Jagger & Keith Richards

Outra amizade que rendeu muitíssimos frutos e excelentes músicas para nós, né?

 

Drake & Rihanna

Ok, há quem diga que o que rola entre esses dois não é só amizade mas, enquanto eles estiverem fazendo músicas como Work juntos, para mim tá tudo certo…

 

Gilberto Gil & Caetano Veloso

E para finalizar, a maior parceria musical do Brasil! Juntos, Caetano e Gil cravaram seus nomes para sempre na história da música brasileira, foram porta-vozes de todo um movimento e, poxa, que lindeza quando eles tocam juntos, né?

 

E aí, qual sua amizade musical favorita? Acha que está faltando alguém aqui? Deixem seus comentários!

 

Por hoje é isso e keep exploring!

Assinaturas

 

Feel Good: Temperos Naturais

Oi gente, tudo bem?

 

Quando praticidade é a palavra de ordem, os temperos industrializados surgem na cozinha em suas mais variadas formas. Pasta, tablete, molhos e temperos em pó, tem para todos os gostos. Você pode até ganhar tempo, se livrar do cheiro de tempero nas mãos, mas está acabando com a sua saúde e com a da sua família, sabia?

Você deve estar se perguntando: Mas Vitória, que mal tem um simples tempero?

Bom, em média, 1 tablete ou 1 colher (chá) desses temperos é composto por 1,4g – podendo chegar até 2g – de sódio. Parece pouco, mas não é, já que Organização Mundial da Saúde recomenda que o consumo de sódio seja de 2g/dia, que significa o consumo diário máximo de 5g de sal (cloreto de sódio).

E não é só isso, não. Os temperos industrializados possuem em sua composição Glutamato Monossódico, que é um realçador de sabor que provoca excitação das células nervosas levando à sua destruição. E o consumo contínuo dessa substância pode causar danos cerebrais, disfunções de aprendizado, Mal de Alzheimer, Mal de Parkinson e Mal de Lou Gehrig.

Além disso, os temperos industrializados são vilões não só para os hipertensos, eles também estão associados ao ganho de peso, problemas renais e elevação das taxas de colesterol.

Ok, mas se os temperos industrializados são tão ruins assim, o que você pode fazer?

Bom, um velho hábito, que vem pouco a pouco se perdendo, é a utilização de temperos naturais no preparo das refeições. Além de realçar o sabor dos alimentos, eles exercem funções importantes no nosso corpo.

Ainda não há uma recomendação da quantidade mínima a ser consumida diariamente para se obter os seus benefícios, mas é comprovado que o uso regular desses temperos garante sua ação.

temperos naturais II

Eles podem ser usados em diversos pratos do dia a dia e eu até separei alguns deles aqui para que vocês os conheçam e passem a utilizá-los, olhem só:

  • Alecrim

Benefícios: Diurético, digestivo, estimulante, regulador da pressão arterial e de colesterol.

Onde Utilizar: Assados, carnes, frango, legumes, molhos, pães.

  • Manjericão

Benefícios: Diurético, broncodilatador, antisséptico.

Onde Utilizar: Molhos e carnes.

  • Coentro

Benefícios: Digestivo, calmante, moderador de apetite.

Onde Utilizar: Moqueca de peixes, camarão, frutos do mar, molhos com limão.

folhas-de-louro-Small

  • Louro

Benefícios: Estimulante de apetite, digestivo, adstringente, anti-inflamatório.

Onde Utilizar: Peixes, sopas, legumes, lombo assado, feijão.

  • Hortelã

Benefícios: Digestivo, estimulante, expectorante, analgésico, antisséptico, antiespasmódico.

Onde Utilizar: Cozinha árabe, sopa de abóbora, chá, assados, sucos, molhos, grelhados e geleias.

  • Orégano

Benefícios: Digestivo, estimulante das funções gástricas, diurético, sedativo, expectorante.

Onde Utilizar: Pizzas, preparações à parmegiana, saladas acompanhadas por tomate.

gergelim preto

  • Gergelim preto

Benefícios: regulador do colesterol, anti-inflamatório.

Onde Utilizar: Saladas, carnes, sopas.

  • Tomilho

Benefícios: Antisséptico, anti-inflamatório.

Onde Utilizar: Carnes, peixes, salada, ovos, queijos.

  • Pimenta Síria

 Benefícios: Termogênico, anti-inflamatório, antioxidante.

 Onde Utilizar: Pratos árabes, carnes, sopas.

curcuma-modo-usar

  • Cúrcuma

Benefícios: Anti-inflamatório, antioxidante.

Onde Utilizar: peixes, arroz, massas e frango.

Atenção! Se consumida em altas doses, a Cúrcuma pode irritar o estômago, principalmente em gestantes. 

  • Mostarda em Grão

Benefícios: Antioxidante.

Onde Utilizar: Molhos, carne de porco e peixes.

  • Cardamomo

Benefícios: Anti-inflamatório.

Onde Utilizar: Café, pães, carnes, pudins, doces, saladas de frutas e licores.

  • Gengibre Seco

Benefícios: Anti-inflamatório, antioxidante.

Onde Utilizar: Chás, pães, saladas, massas e sopas.

Com esses temperos você, não só protege a sua saúde e da sua família, como também tem um motivo a mais para ousar e criar na cozinha, que tal?

Dúvidas ou sugestões? Podem deixar nos comentários!

Beijos e até a próxima!

AssinaturaVitória

CRN-3 41074

www.vitoriatembenutri.com

Top 5: Clipes Surrealistas

Hey pessoas!! Como vão??

 

Tem semanas em que eu nem sei direito o que postar no “Barulho” de quarta-feira de tantos bons clipes e músicas sendo lançados ao mesmo tempo…

Há algumas semanas atrás, depois de lançar o belíssimo “Hymn for the Weekend” em parceria com a diva Beyoncé, os caras do Coldplay lançaram um clipe bapho para a música “Up&Up“, o mais novo single do álbum “A Head Full of Dreams“. Só que, nesse mesmo período foram tantos outros lançamentos, que isso acabou passando em branco por aqui.

Mas como é um clipe muito lindo, com uma fotografia incrível e todo trabalhado no surrealismo, “Up&Up” vai ter seu lugar ao Sol aqui no L’Explorateur simplesmente porque acabou inspirando o Top 5 dessa segunda…

Prontos para escapar da realidade com essa surra de surrealismo? Então vem, que o Top 5 de hoje está de deixar Salvador Dali cheio de orgulho! 😉

 

1. Coldplay – Up&Up

O clipe que inspirou a playlist… Sério, eu piro nesse clipe…

 

2. Kaiser Chiefs – Ruby

Amo amo amo amo essa música! ❤

 

3. Smashing Pumpkins – Tonight, Tonight

 

4. Faith No More – Epic

 

5. Red Hot Chili Peppers – Around the World

 

Pronto! Quando a realidade ficar dura demais para suportar, vocês podem vir correndo se refugiar no surrealismo desse Top 5…

E aí, ficou faltando alguém?

 

Por hoje é isso e keep exploring!

Assinaturas

Precisamos falar sobre Resenhas!

Hey people, aqui é a Pâmella.

 

Já faz um tempinho que eu queria bater um papinho com vocês. Vocês sabem que eu sou uma leitora compulsiva, né? E por este motivo, acabo procurando bastante resenhas de livros na internet (sim, eu recorro às resenhas para saber quais livros estão na moda e quais eu posso me interessar ou não) e, quando eu faço essas buscas, eu vejo os mais variados tipos de resenhas. Algumas que contam todos os detalhes da história, os detalhes dos personagens, algumas que só dão uma opinião sobre o livro e com isso surgiu uma dúvida: como vocês gostam das resenhas?

Eu gostaria de saber a opinião de vocês, como vocês gostariam que fossem as resenhas? Querem que seja rica em detalhes, tanto de personagens quanto história, querem que seja discreta mas que desperte o interesse de leitura, querem que seja detalhada minimamente, com características do livro, número de páginas, recomendações, indicação no ranking de leitura e tal ou, da forma que está (assim, meio sem regras), está bom?

Eu realmente preciso da ajuda de vocês, tenho achado que falta alguma coisas nessas nossas resenhas semanais!

Então… Me ajuda aí, meu povo!

Vamos deixar a enquete em aberto aqui para vocês por UMA semaninha, ok? Então, corre pra votar e ajudar a tia aqui a ajudar vocês aí! Hahahaha!

Ahh, também estou pensando em algumas novidades para o blog e os maiores beneficiados serão vocês. Aguardem, porque em agosto o L’Explorateur completa mais um aninho de vida e esse é o momento perfeito para novidades, né? 😉

Até a semana que vem!

AssinaturaPamella

Barulho: Dia do Rock

Hey pessoas!! Como vão??

 

Se você é um apaixonado por música como eu, deve estar dando pulinhos de alegria no dia de hoje, né? E se você está aí, sem ideia do que está acontecendo, cola comigo que eu te explico: hoje, dia 13 de julho, é considerado o Dia Mundial do Rock e o L’Explorateur não podia deixar essa data tão linda passar em branco.

Há 31 anos, no dia 13 de julho de 1985 acontecia o Live Aid, megashow de rock em prol do fim da fome na Etiópia. O mais legal é que, na verdade, foram dois shows acontecendo de forma simultânea na Filadélfia e em Londres. Aí, em determinado momento, Phill Collins, disse que gostaria que aquele dia fosse lembrado como o dia do rock, então, 5 anos depois, duas rádios brasileiras lembraram-se da data e começaram uma campanha para que ela passasse a ser comemorada anualmente.

E assim nasceu o Dia Mundial do Rock que, ironicamente, só é comemorado no Brasil.

Mas comemorado ou não, ninguém pode negar que o rock é um gênero musical de muita atitude e berço de diversos gênios da música, né? E Para os leigos que querem aprender um pouco ou para os roqueiros de carteirinha, aí vai uma pequena linha do tempo com os grandes nomes do Rock and Roll mundial…

 

Anos 50

Foi nos anos 50 que tudo começou. Nomes como Chuck Berry, Jerry Lee Lewis e Little Richards misturaram a música country, considerada branca com o rhythm and blues dos negros e criaram um ritmo novo, cheio de balanço e atitude.

A música “Rocket 88” de Jackie Brenston and his Delta Cat é considerada a primeira música ronck and roll gravada, A primeira banda de rock? Bill Haley & His CometsFoi nessa época também que Elvis Presley apresentou ao mundo sua voz maravilhosa e sua icônica forma de dançar.

Ah, sem esquecer que essa década nos deu de presente também o “Homem de Preto”, Johnny Cash!

 

Anos 60

Nos anos 60 o rock subiu à cabeça da juventude e nasceram várias das bandas que nós veneramos até hoje, como os Beatles, por exemplo…

Nasceram também os primeiros rebeldes do rock, como os Rolling Stones…

O movimento hippie ganha força e os ídolos da geração “Flower Power” também começam a aparecer…

Aqui no Brasil o rock, que até então era representado pela Jovem Guarda, ganha contornos mais liberais e menos caretas com o surgimento de nomes como Os Mutantes…

 

Anos 70

Foi a década onde o rock ganhou guitarras mais pesadas, dando origem ao Heavy Metal. A partir daí, vemos bandas com caras cabeludos e roupas escuras dominando o cenário.

Hey! Mas nem só de Heavy Metal e escuridão viveu os anos 70, viu? Foi também nessa década que um certo Starman começou a brilhar forte, marcando o início de mais um estilo: o glam rock…

Enquanto isso, aqui em terras tupiniquins, a gente aprendia que é melhor ser uma bela de uma metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo…

E cadê as manas?? Foi nos anos 70 que Joan Jett, Cherry Currie e as gatas do The Runaways provaram que a mulherada sabe sim pegar numa guitarra e, se bobear, manda melhor que muito barbado por aí…

E teve mais! Nos anos 70, nascia o Queen e o punk, que se firmou como um braço forte do rock, nos dando de presente bandas como Ramones e Sex Pistols…

 

Anos 80

Ufa! Depois de toda agitação dos 70’s, os anos 80 vieram numa pegada mais calma, talvez até um pouco deprê, trazendo consigo bandas como The Cure, com seu visual dark e lápis de olho borrado…

Foi também o início do rock alternativo, tendo o R.E.M. como seu representante máximo e os “good boys” do rock começaram a aparecer também, tendo o U2 como líder…

Começam a surgir bandas grandes até hoje como Guns’ n’ Roses, Red Hot Chili Peppers e The Smiths…

Enquanto isso, no Brasil, a gente testemunhava o nascimento de nomes como Barão Vermelho, Paralamas do Sucesso, Capital Inicial, RPM, Sepultura e Legião Urbana, assim como nosso xodó, o Rock in Rio… Sem esquecer que foi nessa década que a ideia do dia do rock surgiu, né?

 

Anos 90

Ah, os anos 90! Foi a década em que nasceu o grunge, um estilo que marcava não só um tipo de rock, mas também o comportamento e até a forma de se vestir de toda uma geração… Foi aí que o mundo ganhou o Nirvana e o Nirvana ganhou o mundo!

Sem esquecer dos meus queridos do Pearl Jam…

E teve também mais um novo tipo de rock nascendo: o pop punk. Que teve nos fanfarrões do Green Day seus representantes…

Aqui no Brasil, as coisas iam de vento em popa com caras como o Skank, os Raimundos, Charlie Brown Jr. e os saudosos Mamonas Assassinas…

 

Anos 2000

Foi uma verdadeira mistura, né?? Nasceram bandas que contavam com diversas influências e mais três estilos se firmaram: o nu metal do Linkin Park…

O hardcore do CPM 22 e do Dead Fish…

Foi aí que eu comecei a frequentar festivais de música, caí de amores de vez pelo rock e conheci meus musos do Forfun…

E o emocore… Sim, os emos foram muito zoados, coitados, mas ninguém pode negar que eles marcaram época, né?

Teve a baiana arretada da Pitty botando mais uma vez o nome das manas no cenário do rock…

Teve também o surgimento dos Strokes, que foram considerados “a salvação do rock”, assim como o indie rock do The Killers e do Arctic Monkeys…

 

E nos dias de hoje…

Bom, hoje em dia é meio difícil definir uma banda ou artista em um estilo só, né? Há tantas misturas e influências acontecendo o tempo todo… Algumas bandas dos anos 90 e 2000, como Coldplay e Foo Fighters representam bem a juventude roqueira dos anos 2010, que pode-se dizer que é um tanto saudosista… E também estão marcando nossa década nomes como Paramore, Of Monsters and Men, Imagine Dragons e Foster the People… Tem também os reality shows musicais, sempre revelando nomes como Scalene, Suricato, OutroEu…

Mas, como a década ainda não acabou, só nos resta aguardar e apreciar os novos nomes que surgem todos os dias. E para a juventude de hoje eu deixo um conselho: vão ao máximo de festivais que vocês puderem, não importando se são famosos ou não. É lá que você vai aprender a curtir música de verdade, mas ó, tenta fazer isso sem ficar filmando ou fotografando o tempo todo com o celular, tá? A verdadeira magia acontece ali, na troca entre a banda e seu público… #ficadica de alguém que já foi a mais festivais do que consegue se lembrar… 😉

 

Por hoje é isso e keep rocking!

Assinaturas

Fonte: Cifra Club