Top 5: Caminhando

Hey pessoas!! Como vão??

 

Semana passada, enquanto eu procurava músicas novas para atualizar minhas playlists, eu estava assistindo a alguns clipes e notei uma coisa até que engraçada…

Vocês já notaram como a maioria das bandas e cantores ou cantoras têm pelo menos um videoclipe em que alguém aparece andando enquanto canta, com cara de pensativo ou interagindo com os personagens à sua volta?

Pois bem, eu notei! E decidi fazer o Top 5 de hoje com esse tema, por que não? Então calcem seus sapatos mais confortáveis porque lá vem andança por aí…

 

1. Pitty – Déja Vu

Pitty e o clipe que inspirou esse Top 5 ❤

 

2. Coldplay – Sky Full Of Stars

Imagina você estar de boas na rua, quando de repente surge o Chris Martin tocando e cantando? Eu infartaria, certeza…

 

3. The Verve – Bitter Sweet Symphony

 

4. Avril Lavigne – What The Hell

Avril não só caminhando, como aprontando várias também…

 

5. Green Day – Boulevard Of Broken Dreams

 

E esse foi mais um Top 5 com um tema totalmente aleatório mas não menos legal por isso! Agora só me resta esperar qual outro tema vai “se apresentar” na minha cabeça para dar origem ao Top 5 da semana que vem… 😉

 

Por hoje é isso e keep walking!

Assinaturas

Livro: A Rainha Vermelha – Victoria Aveyard

Hey people, aqui é a Pâmella.

 

O livro de hoje tem uma pegada meio Jogos Vorazes, todo movido à revolução e à vontade de um povo mais pobre de ter uma vida melhor e com um pouco mais de dignidade.

A grande revelação é: esse é o primeiro livro da autora Victoria Aveyard e já é um grande sucesso de vendas, já temos até rumores para adaptação cinematográfica, adaptação essa que eu já estou aguardando ansiosamente. Esse filme promete ser record em bilheteria e olha que temos apenas rumores de um possível filme. Dá pra ter uma ideia de como esse livro é bom, né?

Eu nunca tinha ouvido falar nele até dar uma voltinha pela Fenac que tem perto do serviço, uma colega comentou que eu deveria comprar e ler pra ver se valia a pena ela ler depois; Aquela coisa: não vou gastar dinheiro mas se você comprar e for bom eu leio, sabe? Acabou sendo um ótimo conselho, porque o livro é surpreendente.

Enfim, eu comprei, li… E gostei!  🙂

A Rainha Vermelha

download

“O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso. Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?
Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe e Mare contra seu próprio coração.”

A vida de Mare Barrow não é nada fácil no vilarejo em que ela mora, onde todos são pobres e fazem o que pode para sobreviver sob o comando dos prateados. Na vila de Palafitas, quando se completa 18 anos, ou você já tem um trabalho ou você é retirado de sua casa e enviado para uma guerra sem nenhum propósito. Sem contar que seu mundo é dividido pela cor do sangue. Aqueles que tem o sangue Vermelho são considerados a ralé, os “escravos”, os que só existem para fazer o serviço sujo e ir lutar na guerra que o Prateados levam por anos sem nem saber mais o motivo pelo qual ela continua. E existem os de sangue Prateado, que são a realeza. Eles possuem todo o tipo de poderes e usam-os para explorar os vermelhos. Eu fico imaginando como seria conhecer alguém com o sangue prateado, precisamos dar um crédito para a tia Victoria pela criatividade.

Para ter uma vida um pouco menos pior, Mare rouba tudo que consegue e tenta dar uma vida um pouco mais digna aos pais e a irmã que, graças ao emprego de costureira, continua em casa depois que os outros 3 irmãos mais velhos foram enviados para a guerra. Depois de descobrir que seu melhor amigo perdeu o emprego e vai ser enviado para a guerra também, Mare toma uma decisão um pouco dramática para tentar salvar aos dois. Mare procura um dos “revendedores” de Palafitas e acaba por descobrir a existência da Guarda Escarlate. Eu até senti vontade de me juntar a eles.

perfil-3

Mas o mundo de Mare vira de ponta cabeça quando ela descobre que tem um superpoder que não a pertence afinal, ela é uma vermelha e vermelhos não tem poderes, servem apenas para serem usados. Agora, caro leitor, imagine você descobrir que tem um poder super fodástico e não saber controla-lo ou usa-lo? Tá imaginando a situação? Tá imaginando o tormento? Eu ficaria doidinha se descobrisse que posso ler pensamentos mas sem saber a hora certa de ler, por exemplo. Se coloquem no lugar da nossa querida Mare, que descobre que pode ser bastante destrutiva quando quer, em um lugar aonde todos que a escravizaram e a fizeram passar fome estão ao seu redor. Nada fácil.

Se tem uma coisa que eu gostei no livro e que é bem comum na nossa vida, é uma frase que a Mare aprende com seu professor: TODO MUNDO PODE TRAIR TODO MUNDO. Sim, Mare aprende isso da pior forma possível e de uma pessoa que ela jamais imaginaria que iria trai-la mas, assim também acontece na vida né?

a rainha

O melhor da história é que, no meio de toda essa revolta e guerra, tem uma pitadinha de romance. Mas só uma pitadinha mesmo, quase não se fala de amor ou tem uma formação definida de casal. Por um momento lembra o triangulo Peeta, Katniss e Gale. Tem o melhor amigo da Mare que tá ali sempre por perto e todo apaixonadinho por ela, a Mare revoltada e sem tempo pra esse tipo de palhaçada e o príncipe Cal que a ajuda e dá uma certa sensação de segurança. Bem Jogos Vorazes, porém… O foco da história não é esse. Nem de longe…

A escrita do livro é fácil mas o começo foi um pouco cansativo, dava para saber que a autora estava começando agora, tiveram alguns momentos em que eu quase desisti de ler. Não tinha vontade de ler mais, me cansava, ficava dando voltas… Até que melhorou e muito. O livro também tem um detalhe bem bacana que ele vem com seu próprio marcador na contra capa, confesso que eu fiquei com dó de cortar mas, cortei e usei porque sim. kkkk
20150802_152013

O que mais me surpreendeu nesse livro foi o final, eu juro que eu fiquei: “COMO ASSIM, PRODUÇÃO? TÁ CERTO ISSO? ISSO TÁ MESMO ACONTECENDO? NÃO PODE SER”. Fiquei realmente passada com o final e queria muito a continuação, fiquei me coçando pra saber o que ia acontecer, porque as coisas não podiam ter acabado daquela forma, não era possível que o final ia ser aquele, eu não tive estruturas pra esse final, não tive mesmo. Se preparem para esse final também, pessoal. Porque não vai ser fácil, não!

a-rainha-vermelha

Meu amor só não é maior devido ao começo que não foi tão envolvente assim. 

4corações

Você pode comprar o livro clicando aqui.

AssinaturaPamella

Barulho: Adele – Send My Love (To Your New Lover)

Hey people, aqui é a Pâmella.

 

Eis que no Billboard Music Awards que aconteceu no último domingo, a rainha da minha, da sua, da nossa bad, Adele, lançou um clipe babadeiro de Send My Love (To Your New Lover) e eu não estou sabendo lidar com ele…

980x

Adele continua fazendo a linha simples, o que eu acho muito foda legal, porque mostra que ela não precisa de uma super produção pra lançar um clipe que cause um impacto ou que mostre o que ela realmente quer expressar na música. O vídeo tem apenas um fundo preto e ela. Mais nada. Simples assim 😉

A música é mais uma faixa do seu último álbum, 25 e, diferente de Hello e When We Are Young, Send My Love tem uma pegada mais animadinha, uma música gostosa de ouvir, que dá vontade de dançar mesmo. Só beber umas taças de vinho e eu já saio rodando pela casa, hahaha!

Dá uma conferida no clipe:

Nesse disco Adele parece estar tentando reparar erros do passado e seguir em frente com sua vida, dá uma olhada nessa letra:

“Isso foi tudo você, nada disso foi eu
Você colocou suas mãos por todo meu corpo e me disse
Você me disse que estava pronto
Para o maior, o grande salto
Eu seria o seu último eterno amor, você e eu
Isso foi o que você me disse

Estou desistindo de você
Estou perdoando tudo
Você me libertou

Mande meu amor para sua nova amada
Trate ela melhor
Temos que nos libertar de todos os nossos fantasmas
Nós dois sabemos que não somos mais crianças

Mande meu amor para sua nova amada
Trate ela melhor
Temos que nos libertar de todos os nossos fantasmas
Nós dois sabemos que não somos mais crianças

Eu era tão forte, você estava fraco
Você não conseguia lidar com o calor que crescia (crescia)
Meu bem, eu estou crescendo tanto
Eu estava correndo, você estava andando
Você não conseguia manter meu ritmo, você estava caindo (caindo)
Só há um caminho para baixo

Estou desistindo de você
Estou perdoando tudo
Você me libertou

nw8e258c5f30785138f2687e48be5a0471

Mande meu amor para sua nova amada
Trate ela melhor
Temos que nos libertar de todos os nossos fantasmas
Nós dois sabemos que não somos mais crianças

Mande meu amor para sua nova amada
Trate ela melhor
Temos que nos libertar de todos os nossos fantasmas
Nós dois sabemos que não somos mais crianças

Se estiver pronto, se estiver pronto
Se estiver pronto, eu estou pronta
Se estiver pronto, se estiver pronto
Nós dois sabemos que não somos mais crianças
Não, não somos mais crianças

Estou desistindo de você
Estou perdoando tudo
Você me libertou

Mande meu amor para sua nova amada
Trate ela melhor
Temos que nos libertar de todos os nossos fantasmas
Nós dois sabemos que não somos mais crianças” 

E esse efeito do clipe, gente? E a vontade de mandar essa música pro ex que aparece como que por encanto quando você vê a tradução? E o desejo de saber aonde vende esse vestido porque você já quer um igual? Bicha, a senhora é destruidora meixmoooo, viu?

Amei esse vídeo, amei a roupa, amei os efeitos, amei a música, amei essa batida, amo Adele ❤

giphy

Agora só nos resta curtir a música e aguardar o próximo sucesso!!!

AssinaturaPamella

Feel Good: Horta em casa – O que plantar?

Oi gente, tudo bem??

 

Cultivar uma horta orgânica na sua casa é algo simples e prazeroso, que exige somente um pouco de criatividade e cuidado. Faz bem para a saúde e o bem-estar de todos os que sentam à sua mesa. Além de reduzir os gastos nas feiras e supermercados.

 Em uma horta orgânica podemos plantar inúmeros tipos de hortaliças, entre elas estão: as raízes (cenoura, rabanete, batata doce), os bulbos (alho, cebola, beterraba), as folhas (alface, almeirão, chicória, couve, espinafre, repolho), os frutos (berinjela, tomate, pepino, pimentão, jiló, quiabo, abóbora, feijão-vagem), as flores (couve-flor, brócolis) e as ervas (hortelã, manjericão, alecrim, mostarda, orégano, cebolinha, salsa, coentro).

hortaemcasa1

Cada hortaliça possui características próprias quanto ao ciclo de vida, época preferencial de plantio, necessidade de água, exigências nutricionais. A capacidade de plantio em cada vaso também deve ser considerada. A produção é condizente com o local de plantio.

 Para te auxiliar na escolha das mudas e sementes mais propicias ao plantio em cada época do ano, fiz para vocês um guia rápido de períodos para plantio, olhem só:

Ano todo: abobrinha, acelga, agrião, alface, almeirão, berinjela, beterraba, cebolinhas, cenoura, chicória, couve manteiga, espinafre, feijão-vagem, jiló, milho, mostarda, pepino, rabanete, rúcula e salsa.

 Janeiro: semear alface, agrião, aipo, couve, rabanete, almeirão, nabo, beterraba, rúcula, chicória, espinafre, batata-doce, salsa e coentro em locais com clima ameno e chuvas leves. Em clima quente semear as culturas de ano todo.

Fevereiro: semear rabanete e alface, transplantar o que foi semeado em sementeira.

Março: semear direto no canteiro cenoura, almeirão, salsa, alho, e nas sementeiras alface, chicória, espinafre, salsão, couve-flor, brócolis e repolho. Deve-se estar atento para seleção de variedades uma vez que as culturas semeadas nesta época se desenvolverão em clima de inverno.

Abril: semear direto no canteiro agrião, almeirão, beterraba, nabo, salsa, alho, rúcula, chicória, salsão, semear na sementeira , chicória, salsão, couve-flor, brócolis e repolho de inverno, e espinafre.

hortaemcasa2

Maio: semear nos canteiros rabanete, cenoura, almeirão, nabo, beterraba, rúcula, salsa, chicória, salsão, espinafre, couve-flor, brócolis, e repolho de inverno.

Junho: Plantio direto no canteiro de almeirão, cenoura, nabo, beterraba, rúcula, alho. Na sementeira chicória, agrião, couve-flor, brócolis e repolho de inverno.

 Julho: Semear nos canteiros almeirão, rúcula, alho. Na sementeira semeia-se  alface, rabanete, chicória, beterraba.

Agosto: Começa-se a selecionar variedades de verão para as que podem ser plantadas o ano todo, de acordo com o clima local. Em sementeira plantar jiló, berinjela, pimenta, pimentão, tomate.

hortaemcasa3

Setembro: semear alface, rabanete, cenoura, couve-flor, brócolis. Continuar o plantio de jiló, berinjela, pimenta, pimentão, tomate e ainda abobrinha, feijão de vagem, pepino, maxixe, salsa e coentro.

Outubro: semear cenoura, couve-flor, brócolis, repolho, pimentão, tomate, berinjela, jiló, abobrinha, feijão de vagem, pepino, maxixe, mandioquinha, salsa, batata-doce, coentro.

 Novembro: semear alface, rabanete, cenoura, brócolis, repolho, couve-flor, batata-doce, coentro.

Dezembro: semear abobrinha, feijão de vagem, pepino, cenoura e repolho.

Pronto gente, agora que vocês já sabem o que plantar, não percam tempo e coloquem a mão na massa! Quer dizer, na terra, hahaha.

E caso estejam faltando ideias de onde e como começar sua horta, deem uma olhada no Pinterest, lá tem muita coisa legal para vocês darem os primeiros passos.

Em caso de dúvidas ou sugestões, deixem seus recados nos comentários! 😉

Beijos e até a próxima!

AssinaturaVitória

CRN 41074

www.vitoriatembenutri.com

Top 5: De Dar Frio

Hey pessoas !! Como vão??

 

Ultimamente tem feito bastante frio aqui em São Paulo… E, eu não sei vocês, mas eu não sou muito fã de dias frios, não…

Na minha opinião, os dias de Sol deixam tudo mais alegre e colorido e eu mesma me sinto bem mais animada quando o dia está bonito e ensolarado.

Mas como blog democrático que é, o L’Explorateur traz hoje clipes com cenas lindas para quem, ao contrário de mim, curte um friozinho, uma chuvinha e, por que não, até uma neve…

Tem doido pra tudo, né?

 

1. Demi Lovato – Stone Cold

Acho que me mais do que as cenas na neve, o que me arrepia de verdade nesse clipe é a voz da Demi. Que poder, Brasil!

 

2. Justin Timberlake – Cry Me a River

 

3. Ne-Yo – So Sick

 

4. Coldplay – Yellow

Migo, seu louco, sai da chuva!

 

5. Evanescence – Lithium

 

E eu vou parando por aqui, antes que essa friaca toda ataque minhas alergias! Porque paulista que se preze tem que ter alergias para chamar de suas, né?? Hahahaha…

 

Por hoje é isso e keep exploring!

Assinaturas

 

Livro: Amy, Minha Filha – Mitch Winehouse

Hey pessoas!! Como vão??

 

Como vocês sabem, eu gosto bastante de ler biografias. Acho interessante para poder não só conhecer a história daqueles que admiramos, como para aprender lições valiosas com a vida deles.

Das (poucas) biografias que eu já li, hoje vou falar daquela que me emocionou do início ao fim e que me encheu de inspiração para a vida…

 

Amy – Minha Filha

Capa_Amy-417x620

“Mitch Winehouse narra a vida da própria filha, Amy Winehouse. Segundo o relato, desde a infância ela se destacou por sua personalidade considerada espirituosa, brincalhona e espontânea. Mitch conta como Amy se tornou uma grande estrela, sucumbiu ao vício das drogas e morreu prematuramente aos 27 anos, em julho de 2011.”

Esse foi um daqueles livros que meus maravilhosos amigos me deram ano passado no meu aniversário. Por mais que eu goste da Amy, se eu não tivesse ganhado o livro, era bem provável que eu não o comprasse por vontade própria apenas por não querer estragar a imagem que eu tinha dela na minha cabeça.

Cara, ainda bem que eu li esse livro!

Por mais que há quem diga que Mitch não era assim tão íntimo da filha e nem tão bonzinho quanto parece (e quem é, afinal?), a forma com que ele narra a história de uma das mais brilhantes artistas da atualidade, desde sua infância, passando por seus dias mais sombrios, até seu triste e repentino fim, para mim, só pode ser descrita como emocionante.

Em vez de estragar a imagem que eu fazia da Amy, conhecer sua história através de alguém tão próximo me fez admirá-la ainda mais por perceber o quão humana aquela figura excêntrica, criada pela mídia para vender jornais e render cliques, poderia ser.

O maior problema de se ler um livro que fala de alguém que você sabe que já morreu e sabe como morreu, é que você já começa a ler se sentindo meio triste. E me entristeceu mais ainda descobrir como uma artista tão brilhante, que trazia a música no sangue e tinha um dom genuíno para compor, poderia ter tanta dificuldade em se aceitar e tanta facilidade para sucumbir aos maus pensamentos.

Ao longo do livro, Mitch nos conta como Amy era quando criança, uma menina criativa e fora do padrão, sendo às vezes até tachada de incapaz na escola, por ter uma mentalidade mais inventiva e direcionar sua inteligência de maneira diferente do que o considerado “normal”. Depois ele fala da Amy mais velha, dando os primeiros passos rumo ao início de sua carreira musical, até encontrar Blake Civil, o cara que ferrou com tudo.

Através da escrita de Mitch, podemos perceber que para ele Blake é o grande vilão da história. O responsável por arrastar Amy para um mundo de drogas pesadas e automutilação que, mesmo depois do término do casamento deles, deu lugar a um vício em álcool. De acordo com os relatos do pai de Amy, o relacionamento dela com Blake era uma espécie de buraco negro, sempre sugando-a para uma sucessão de erros, que quase lhe custaram sua carreira.

amy1

Mas nem só de tristezas é feita a história de Amy. No livro, é possível acompanhar parte de seu processo criativo e ter uma prova concreta do quão excepcional era essa mulher. Descobrimos que, por baixo daquela carcaça doida, tinha uma mulher sensível, capaz de transformar a maior de suas tristezas em arte, e das boas.

Vocês sabiam, por exemplo, que todas as músicas compostas por Amy dizem respeito a algo vivido por ela? Todos os sentimentos expressados em suas letras eram seus mesmo e ela dizia que era incapaz de escrever sobre algo que não sentisse e ainda tinha mania de anotar frases soltas, para mais tarde transformá-las em letras de músicas também…

E é por essas e outras que eu hiper recomendo essa biografia inspiradora e que meu nível e amor por este livro é:

5corações

Nível máximo! ❤

Para comprar o seu “Amy, Minha Filha” e conhecer a história dessa artista que nos deixou tão cedo, clique aqui. Infelizmente, só encontrei este livro no formato digital.

Agora fiquem com minha música favorita de Amy Winehouse..

Por hoje é isso e keep exploring!

Assinaturas

Barulho: Justin Timberlake, Red Hot Chili Peppers & Blink 182

Hey pessoas!! Como vão??

 

No “Barulho” da semana passada nós conhecemos as novidades de algumas das maiores divas do mundo da música e agora, conforme o prometido, é a hora de conhecer quais são as novidades entre os rapazes.

Assim como os singles apresentados no último post, todos os de hoje são os novos trabalhos de gente muito boa no que faz, mas que esteve parada por um tempo, sem lançar nada novo.

Então fãs de música, preparem-se! Porque lá vem surra de música boa pra gente matar a saudade desse povo!

 

Blink-182 – Bored to Death

 

Blink foi, definitivamente, uma das bandas que mais marcaram a minha adolescência! Não houve um momento durante aqueles saudosos anos que não tivesse uma música do Blink na sua trilha sonora. O mais legal, era que meus amigos também gostavam de Blink-182, então, rever esses caras é, de certa forma, rever meus amigos também.

Falando sobre “Bored to Death”, a música é o primeiro single do novo álbum dos caras que deve sair em 1º de julho. É também a primeira música lançada com Matt Skiba (Alkaline Trio) no vocal e guitarra, substituindo Tom DeLonge e é lógico que quem é fã do Blink vai sentir falta dele.

Só que Matt não deixa nada a desejar e o single de letra fácil de decorar lembra muito aquele bom e velho Blink que a gente conhece e adora, portanto, nada a temer! Se o resto do cd seguir essa linha, vai parar nas minhas playlists fácil, fácil…

 

Red Hot Chili Peppers – Dark Necessities

 

Mano… Mano… MANO!!!!!! O que é esse baixo, pelamor de Deus, Braseeeeel!!!!!

Essa era eu enquanto ouvia à música

Não vou nem falar muita coisa porque acho que o gif acima descreve bem minha reação a “Dark Necessities”, mas só para vocês saberem, “The Gateway”, próximo álbum da banda, tem lançamento previsto para o dia 17 de junho.

Ah! E também há rumores de uma possível passagem pelo Brasil ainda esse ano! Bem como eles fizeram em 2011, quando lançaram “I’m With You”, lembram? #eufui #eutava

Justin Timberlake – Can’t Stop the Feeling

ALERTA DE MÚSICA CONTAGIANTE!

Siiim, JT também está de volta com a sua dançante “Can’t Stop the Feeling”, parte da trilha sonora de “Trolls”, nova animação da DreamWorks, da qual Justin também fará parte dublando um personagem.

A música, um pop meio funkeado, tem aquela receita bem comercial que a gente já conhece, clipe com gente dançando, cores alegres, um pouco como “Happy” do Pharyell. Mas nem por isso deixa de ser boa, já que Justin, além de dançar muito, ainda canta com aquela voz que é tipo um carinho de tão bonita…

E parece que a receita deu certo, já que “Can’t Stop the Feeling” está em nº 1 no hot 100 da Billboard.

Enfim,  esses foram os lançamentos masculinos das últimas semanas. Mas como o mundo da música nunca para, pode esperar que semana que vem tem mais coisa nova das boas por aí…

E aí, quem te agradou mais?

Por hoje é isso e keep exploring!

Assinaturas