Livro: Para Todos os Garotos que Já Amei

Hey people, é a Pâmella.

 

Sei que faz um tempinho que eu não faço resenhas por aqui e, pra matar a saudade de vocês, a resenha dessa quinta feira é a coisa mais fofa do mundo!! *-*

Sabe aquele título que você se identifica logo de cara? Que você fala: Putz, essa é minha vida? Pois bem, esse foi o sentimento que eu tive quando vi o título do livro, afinal, eu amei alguns garotos ao longo dos meus 23 aninhos. E quem nunca quis falar umas verdades pro tal amor da vez? Quem nunca quis expulsar todos os demônios deixados pelo boy? Acredito que todo mundo.  O livro de hoje fala sobre isso, sobre desabafar com seus amores, sobre tirar todo o sentimento de dentro do peito sem pensar nas consequências.

 

Para Todos os Garotos que já Amei

PARA_TODOS_OS_GAROTOS_QUE_JA_A_1430586442445338SK1430586442B

“Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos. Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.”

O livro conta a historia de Lara Jean, a irmã do meio de Margo e Kitty, elas vivem com o pai e tomam conta uma das outras desde que sua mãe morreu quando ainda eram novas. Não sei se a autora quis mostrar de uma forma mais alegrinha que a gente pode seguir com a vida depois de perder a mãe mas, ela faz isso de uma forma que a gente nem percebe, você acaba sentindo falta da mãe junto com as meninas mas sem sofrer desesperadamente igual acontece na vida real.

Depois que Margo resolver ir fazer a faculdade na Escócia, a vida de Lara Jean vira de ponta cabeça afinal, além de ter que lidar com todos os problemas de uma adolescente normal, ela ainda tem que cuidar da casa, da irmã mais nova e do pai. Como se isso não bastasse, as cartas que ela escreveu para todos os seus ex-amores são, misteriosamente, enviadas aos destinatários.

Cara, eu entendo de escrever cartas para desabafar e essas coisas, mas pra que guardar as cartas com o endereço dos remetentes, envelopadinhas e arrumadinhas? Vamos combinar que uma hora ia dar ruim, né gente?

As cartas tem como proposito esquecer do seu amor, se livrar de vez daquilo, imagine escrever tudo que você sempre quis pra um ex seu? Pois é, não é muito bacana quando eles acabam descobrindo tudo que a Lara J. pensava sobre eles, seus piores defeitos, as coisas mais irritantes que eles faziam, pior ainda quando uma dessas paixões é o ex-namorado da irmã mais velha.

Da pra imaginar o tamanho da confusão que deu, né?

f178f65d3b96c97888e8f0d773054164

O livro é muito fofo e a leitura dele é bem leve e rapidinha, eu li o livro todo em um dia… 🙂

A única coisa um pouco desagradável sobre o livro é que ele acaba na melhor parte e tem continuação. Continuação essa que a Intrínseca ainda não disse quando ou se, vai ter lançamento aqui no nosso querido Brasil mas, tamos aí, na luta e na espera desse livro que já promete ser tão bom quando o primeiro.

Qual o meu nível de amor por esse livro?

4corações

Simplesmente porque a continuação ainda não saiu… :/

Agora, o L’Explorateur quer saber, o que você escreveria pra’quele seu ex que você não ama, ou não quer mais amar?

Você pode comprar o livro clicando aqui.

AssinaturaPamella

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s