Filme: Cidades de Papel

Hey people, aqui é a Pâmella.
Algumas semanas atrás tivemos uma das adaptações literárias mais aguardadas do ano (tirando Jogos Vorazes, claro) e, o L’Explorateur foi lá conferir para poder contar tudinho pra vocês.

Eu sou apaixonada pelo John Green, adoro a forma como nenhum livro dele termina do jeito que a gente espera, o fato de que é sempre um trio que são os protagonistas. E Cidades de Papel, obviamente, não foi diferente.

fox_cdp_poster_64x94_3

 

” A história é centrada em Quentin Jacobsen (Nat Wolff) e sua enigmática vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman (Cara Delevingne). Ele nutre uma paixão platônica por ela. E não pensa duas vezes quando a menina invade seu quarto propondo que ele participe de um engenhoso plano de vingança. Mas, depois da noite de aventura, Margo desaparece – não sem deixar pistas sobre o seu paradeiro.”

 

Diferente do que todo mundo pensa, esse não é um filme de romance. Ele fala sobre amizade, sobre como a gente se engana achando que uma coisa é tudo pra gente quando, na verdade, ela não é nem a metade.

Sabe quando você se apaixona por alguém e acha que aquela pessoa vai ser tudo pra você? Então… Quentin acha que sua vida é assim quando se trata de Margo. Depois de uma noite de aventuras inesperadas e vingativas planejadas por Margo, ela some (como é de costume ela fazer), deixando para trás algumas pistas…
Quem não seguiria as pistas deixadas pelo amor da sua vida? Então… Quentin, junto com seus amigos, decide ir atrás de Margo numa viagem cheia de aventuras e surpresas, fazendo com que cada um deles, encontre seu pequeno milagre.
11694903_518209831663479_3725425372082296094_n

Não tenho como falar muita coisa sobre o filme/livro sem dar spoilers gigantescos. Só digo que vale a pena conferir…
E se você viu A Culpa é das Estrelas, vai adorar uma participação especial que tem por lá…

11701186_518270028324126_6087764321629213688_n

O que eu mais amo nos livros do John Green é que final feliz não é forte dele. Ele sempre muda a história e cria uma reviravolta que te faz ficar com raiva na maioria das vezes, porém, nesse filme/livro eu achei o final mais do que digno.
Ele mostra sempre que o amor pode ser lindo e maravilhoso e todas aquelas coisas que a gente já sabe que ele pode ser mas, ele mostra tipos diferentes de amor, amores que deixaram de ser vividos. O amor pela amizade e os laços que te levaram até ali.
Não importa se você tem um amigo ou 100, saiba amar todos e diga isso pra eles, diga:

“Ei, eu te amo e agradeço por te ter na minha vida e por me aguentar.”

mgid-arc-content-mtv

Ele nos ensina sempre a valorizar os amigos antes dos amores (acho que em todos os livros dele isso ficou bem claro) e a valorizar um amor quando ele realmente te faz bem…

Eu particularmente, adorei a adaptação. Não ficou tão fiel ao filme como em A Culpa é das Estrelas mas, levou bastante coisa ao pé da letra e foi mais engraçado do que eu imaginava.
Vale a pena conferir.

 

Não esqueça de dizer: Eu te amo!!

AssinaturaPamella

Anúncios

Top 5: Dias de Inverno

Hey pessoas!! Como vão??

 

Eu sei, eu sei, quando o inverno começou eu fiquei devendo um Top 5 com esse tema mas, sabe o que é?? É que eu odeeeeio inverno, hahaha!! E nem adianta vir com aquele papo de que “as pessoas ficam mais elegantes no inverno” ou “é bom para tomar um vinhozinho ou uma sopa” porque, pra mim, inverno é sinônimo de sinusite atacada e camadas de roupa para não passar frio! Hahahaha!

Anyway, mesmo que eu odeie essa época, tem algumas músicas que combinam muito com ela… São músicas com uma pegada mais introspectiva, mais calma, que combinam bem com esses dias mais cinzas.

 

1. Oasis – Champagne Supernova

 

2. Coldplay – Magic

 

3. Cee Lo Green – No One’s Gonna Love You

 

4. Rihanna feat. Mikky Ekko – Stay

 

5. System of a Down – Lonely Day

 

E aí, concordam com as músicas de inverno?? Se tiverem outras sugestões, podem deixar nos comentários, beleza?

Só sei que eu estou contando os minutos para o fim do inverno, hahaha…

Por hoje é isso e keep exploring!

balão2

Livros para ler em um dia

Hey pessoas!! Como vão??

 

Por mais que o mês de julho esteja caminhando para o seu fim (já? O.o), muita gente ainda está de férias e com suas perninhas para o ar. E com esse friozinho que se abateu sobre sampa desde ontem, nada como ficar na caminha, tomando um chocolate quente e vendo um bom filme ou lendo um bom livro, né?

Pois bem, para os sortudos de plantão que podem se dar a esse luxo, hoje o L’Explorateur vai dar dicas de livros bem bacanas que podem ser lidos em um dia, assim, sobra tempo para aproveitar as férias também, que tal?

 

A Revolução dos Bichos – George Orwell

arevolução

“Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945 depois de ter sido rejeitada por várias editoras, essa pequena narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista. De fato, são claras as referências: o despótico Napoleão seria Stálin, o banido Bola-de-Neve seria Trotsky, e os eventos políticos expurgos, instituição de um estado policial, deturpação tendenciosa da História mimetizam os que estavam em curso na União Soviética. Com o acirramento da Guerra Fria, as mesmas razões que causaram constrangimento na época de sua publicação levaram A revolução dos bichos a ser amplamente usada pelo Ocidente nas décadas seguintes como arma ideológica contra o comunismo. O próprio Orwell, adepto do socialismo e inimigo de qualquer forma de manipulação política, sentiu-se incomodado com a utilização de sua fábula como panfleto. Depois das profundas transformações políticas que mudaram a fisionomia do planeta nas últimas décadas, a pequena obra-prima de Orwell pode ser vista sem o viés ideológico reducionista. Mais de sessenta anos depois de escrita, ela mantém o viço e o brilho de uma alegoria perene sobre as fraquezas humanas que levam à corrosão dos grandes projetos de revolução política. É irônico que o escritor, para fazer esse retrato cruel da humanidade, tenha recorrido aos animais como personagens. De certo modo, a inteligência política que humaniza seus bichos é a mesma que animaliza os homens. Escrito com perfeito domínio da narrativa, atenção às minúcias e extraordinária capacidade de criação de personagens e situações, A revolução dos bichos combina de maneira feliz duas ricas tradições literárias: a das fábulas morais, que remontam a Esopo, e a da sátira política, que teve talvez em Jonathan Swift seu representante máximo. “

A sinopse pode até parecer chata mas o livro é muito legal!! Uma maneira interessante de falar sobre história e política sem ser chato… Eu adoro esse livro!!

Para comprar, clique aqui.

Ame o que é Seu – Emily Griffin

ameoqueeseu

“Esta é uma história para quem algum dia já se perguntou: Como amar de verdade a pessoa que está comigo, se não consigo esquecer alguém que ficou no passado?

O casamento de Ellen e Andy não parece perfeito, ele é perfeito. São inegáveis a profundidade da devoção mutua e o quanto um desperta o melhor no outro. Mas por obra do destino, certa tarde, Ellen revê Leo pela primeira vez em oito anos. Leo, o que revelou o pior nela. Leo, o que partiu seu coração sem se explicar. Leo, o que ela não conseguiu esquecer. Quando o reaparecimento dele desperta sentimentos há muito adormecidos, Ellen se põe a questionar se sua vida atual é de fato como ela queria que fosse.”

Romancezinho leve para matar uma tarde de tédio. Estava pensando em fazer resenha deste livro, o que vocês acham?

Para comprar, clique aqui.

Não Se Apega, Não – Isabela Freitas

CAPA_NaoSeApegaNao_WEB-1

“Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de laranja. O amor vem pros distraídos.
Tudo começa com um ponto-final: a decisão de terminar o namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota. As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal per-fei-to! Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha. Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos.
Parece fácil, mas atrapalhada do jeito que é, Isabela precisa primeiro lidar com o assédio de um primo gostosão, com as tentações da balada e, principalmente, entender que o príncipe encantado é artigo em falta no mercado.
Isabela Freitas, em seu primeiro livro, narra os percalços vividos por sua personagem para encarar a vida e não se apegar ao que não presta, ainda assim, preservando seu lado romântico.”

A resenha desse daqui foi uma das primeiras do blog, lembram?? Clique aqui para reler.

Para comprar, clique aqui.

A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista – Jennifer E. Smith

Download-A-Probabilidade-Estatística-do-Amor-A-Primeira-Vista-Jennifer-E.-Smith-em-epub-mobi-e-pdf

“Às vezes a gente tem um clic e percebe que tudo mudou. Por uma coincidência. Uma fatalidade. Ou algo trivial. Nada será como antes. É exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver.

Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. E quatro minutos podem MESMO mudar tudo…”

A resenha desse livro vocês encontram clicando aqui.

Para comprar, clique aqui.

O Lado Bom da Vida – Matthew Quick

oladobomdavida

“Pat Peoples, um ex-professor na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um “tempo separados”.

Tentando recompor o quebra-cabeça de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora.”

Só eu não gostei da adaptação cinematográfica desse livro?

Para comprar, clique aqui.

 

As Vantagens de Ser Invisível – Stephen Chbosky

asvantagens

“Livro de estreia do roteirista norte-americano Stephen Chbosky, As Vantagens de ser Invisível sai no Brasil pela coleção Batendo de Frente da Rocco Jovens Leitores, cuja proposta é pôr o jovem em confronto com realidades cáusticas. Não poderia ser diferente. Ao mesmo tempo engraçado e atordoante, o livro reúne as cartas de Charlie, um adolescente de quem pouco se sabe – a não ser pelo que ele conta ao amigo nessas correspondências -, que vive entre a apatia e o entusiasmo, tateando territórios inexplorados, encurralado entre o desejo de viver a própria vida e ao mesmo tempo fugir dela.
As dificuldades do ambiente escolar, muitas vezes ameaçador, as descobertas dos primeiros encontros amorosos, os dramas familiares, as festas alucinantes e a eterna vontade de se sentir “infinito” ao lado dos amigos são temas que enchem de alegria e angústia a cabeça do protagonista em fase de amadurecimento. Stephen Chbosky capta com emoção esse vaivém dos sentidos e dos sentimentos e constrói uma narrativa vigorosa costurada pelas cartas de Charlie endereçadas a um amigo que não se sabe se real ou imaginário.
Íntimas, hilariantes, às vezes devastadoras, as cartas mostram um jovem em confronto com a sua própria história presente e futura, ora como um personagem invisível à espreita por trás das cortinas, ora como o protagonista que tem que assumir seu papel no palco da vida. Um jovem que não se sabe quem é ou onde mora. Mas que poderia ser qualquer um, em qualquer lugar do mundo.”

A resenha deste livro vocês encontram clicando aqui.

Para comprar, clique aqui.

 

Pronto! Alguém aí já leu algum desses livros? Se leu, deixe sua opinião sobre eles nos comentários!E se quiser dar alguma sugestão de livro para ler em um dia, pode comentar também… 😉

Por hoje é isso e keep exploring!

balão2

Barulho: Trilha Sonora de Verdades Secretas

Hey pessoas!! Como vão??

 

Faz tempo que eu queria fazer um post sobre a trilha sonora da novela Verdades Secretas mas nunca dava tempo de sentar e escrever…

Não sei se já disse isso alguma vez aqui, mas eu sou daquelas pessoas que assiste um filme ou novela e, quando ouço alguma música que eu gosto, mesmo sem conhecer, não descanso até descobrir que música é…

Bom, além de ser muuuito bafônica, Verdades Secretas tem uma excelente trilha sonora, que me fez querer saber não de uma, mas de todas as músicas que tocavam nos capítulos da novela… E como eu sei que muita gente aí deve estar querendo saber também, bora conhecer um pouco mais sobre a trilha sonora dessa novela que chegou causando?

 

Massive Attack – Angel

Música de abertura que dá até um friozinho na barriga quando começa, porque é toda trabalhada no mistério…

 

Sexy Jazz – All Night Long

Lembram da primeira noite da Angel com o Alex? Essa era a trilha sonora…

 

Los Hermanos – Sentimental

Essa é o tema da Angel com o Gui… Muito amor!! ❤

 

Telekinesis – Ghosts and Creatures

Essa daqui toca direto nas imagens aleatórias entre uma cena e outra…

 

Cazuza – O Mundo é um Moinho

Cenas de sofrimento da Angel…

 

Tulipa Ruiz – Prumo

Tema do Visky!

 

Tim Maia – Rational Culture

Cenas da Angel em um ensaio para um catálogo de moda…

 

Moby feat. Skylar Grey – The Last Day

Lembram quando a Angel fez um strip pro Alex? Era essa a trilha sonora…

 

E aí, curtiram?? Eu particularmente piro na trilha dessa novela e essas são as músicas que mais me chamaram a atenção. Clicando aqui, você conhece a trilha completa de Verdades Secretas.

Vocês têm alguma sugestão de trilha sonora pra gente falar a respeito? Se tiverem, é só deixar nos comentários, beleza?

Por hoje é isso e keep exploring!

balão2

 

DIY: Luminária Harry Potter

Hey people, aqui é a Pâmella…

 

Dando continuidade ao post de decoração que eu fiz há duas semanas atrás, hoje eu vim trazer uma luminária bem legal para os fãs de literatura…
Eu sou bem fã do Harry Potter e adoro os vídeos de DIY da Maddu Magalhães porque ela faz várias coisas geeks em seu canal e, dia desses, ela fez uma luminária que é muito amor!!! ❤
Eu fiz uma há um tempo atrás, mas ela não ficou legal (eu não segui as instruções à risca) e eu acabei me desfazendo dela, então eu juntei o útil ao agradável: Fazer uma nova luminária e fazer um post de DIY pra mostrar pra vocês!! 🙂

Querem aprender? Então vamos ao passo a passo:

 

Luminária Harry Potter

Materias:
– Tela para pintura (Eu estou usando uma de tamanho 27×35 mas vocês podem fazer maior ou menor, fica á critério de vocês).
– Tinta acrílica;
– Pincéis;
– Fita crepe;
– Pisca pisca (Tá aí uma utilidade pras luzes de natal que só ocupam espaço durante o ano);
– Lápis;
– Alguma coisa redonda pra marcar;
(Pode ser uma vasilha, um prato, um pires, depende do tamanho da sua tela)

DSC02438

 

Just Do It

1. Primeiro de tudo, vamos “desenhar”. Essa é a parte mais fácil porque você vai usar a fita crepe para te ajudar. Lembrando que você pode fazer o desenho que quiser, tá? Até aquelas frases legais, tipo Keep Calm and alguma coisa que você goste. Cuidado para não desenhar na madeira da tela, lembrem-se de que vocês vão ter que furar o desenho para pôr as luzinhas. Como o desenho das Relíquias da Morte começa com um triângulo, eu usei a fita crepe para fazer a forma. As linhas vermelhas representam onde a fita crepe está. Não dá pra ver porque ela é branca e a tela também.

DSC02440

Observem que eu usei uma xícara pra fazer o meio. Quem não tem cão… Hahahaha…

 

2. E é basicamente isso… Agora é só começar a pintar! 😀

DSC02441

Eu escolhi a cor violeta porque o preto quase não aparece, mas vocês podem ficar à vontade para escolherem a cor que quiserem.

 

3. A parte mais complicada de pintar é o centro, porque o entorno do desenho está com a fita que você vai tirar depois que o quadro estiver seco, então, não precisa se preocupar em borrar, mas o centro não, ali é só você e toda a sua coordenação motora, hahahaha. Então, a gente usa alguns artifícios, tais como um pincel mais fino ou o próprio objeto que você usou para fazer a forma. 😉

DSC02443

 

4. Agora que você pintou, é só deixar secar. O ideal é secar de um dia para o outro, mas, se você estiver com pressa, use o ar frio de um secador para apressar as coisas… Notem que eu usei uma canetinha preta para contornar o desenho. Isso me ajudou a disfarçar as imperfeições da tinta, então é uma boa ideia… Depois que o quadro estiver seco e com a ajuda de um lápis, é só fazer os furos onde você quer que as luzinhas fiquem.

DSC02444

 

5. Feitos os furos, é hora de encaixar cada uma das lampadazinhas do pisca-pisca neles. Aí, você pode usar a fita crepe pra te ajudar a fixá-las no lugar, se quiser.

DSC02452

 

6. Pronto!! Seu quadro luminoso está pronto para ser aceso e deixar seu quarto muito mais bacana!!

DSC02448

 

Caso vocês tenham alguma dúvida, podem deixar nos comentários. E se quiserem ver o vídeo original onde a Maddu Magalhães ensina a fazer essa arte, é só clicar aqui.

E aí, gostaram da ideia? Quem vai tentar fazer?

Beijos e até a próxima!

AssinaturaPamella

Top 5: Dia da Amizade!

Hey pessoas!! Com vão??

 

Hoje é um dos dias mais legais para se comemorar no ano e sabem por quê? Hoje é dia de valorizar quem corre do seu lado, quem compra as suas brigas, quem mente pra sua mãe dizendo que vocês estavam juntos quando você estava na farra, quem te faz passar vergonha mas também é responsável pelos melhores momentos que você já teve na vida… Hoje é o dia internacional da amizade!

Existem por aí várias datas consideradas dia da amizade ou do amigo, mas, a que eu sempre conheci foi 20 de julho, por isso hoje, o L’Explorateur vai listar as 5 músicas ou clipes que mais representam o verdadeiro sentido da amizade: zoação, companheirismo e muita diversão!!

 

1. Destiny’s Child – Girl

Porque amiga que é amiga vai te dizer na cara quando o boy que você está namorando não presta!

 

2. Taylor Swift – Bad Blood

A letra pode até falar de uma falsa amizade, mas, dá uma olhada na verdadeira gangue que a Taylor conseguiu juntar no clipe!!

 

3. Forfun – Muitos Amigos

Só prestar atenção na letra pra ver que, muitas influências do som do Forfun vêm das amizades dos caras…

 

4. Bruno Mars – Count on Me

Hino de muitas amizades por aí… ❤

 

5. Madonna – Bitch, I’m Madonna

Não é só a Taylor Swift que tem uma gangue não, tá? Madonna tem até a Queen Bey do seu lado

 

E antes de terminar, eu gostaria de dedicar este post a todos os meus amigos… Os de longe, os de perto, os novos, os das antigas, os que eu não vejo nunca e os que eu vejo todos os dias. Vocês são a família que eu escolhi para mim e moram no meu coração!

E se você também tem um amigo que mora no seu coração, dedique esse post á ele!

Por hoje é isso e keep exploring!

balão2

Livros: Wishlist Literária II

Hey people, aqui é a Pâmella.

 

Alguns posts atrás, a Juliana fez a wishilist literária dela (clique aqui para ver) e, como boa bookaholic que sou, vim trazer a minha pra vocês… 😀

Antes de começar essa lista, já vou logo avisando que eu tô numa vibe meio “auto ajuda”, mas não é porque eu estou em depressão ou precisando de ajuda, é mais pelo fato deles te mostrarem visões diferentes sobre as coisas mais comuns que existem e te mostrarem caminhos diferentes para resolver situações. É sempre bom expandir seu conhecimento.

Para Onde Vai o Amor? ❤

11029641_970578736295772_8685783035630678921_n

“O amor não é uma propriedade de quem sente, é uma transferência total para quem é amado. Você que está vendo este livro com dúvida se precisa dele, você não precisa dele, precisa de si, vive caçando uma palavra que confirme o que deseja, está atrás de um escritor que possa lhe recomendar de volta para quem brigou, com capacidade de explicar o que sente e traduzir seus tormentos. Mas já sabe o que deseja, não há como convencer do contrário, os amigos mostraram que seu relacionamento não tem futuro. Não acredita neles, acredita somente no milagre. E como justificar um milagre, ainda mais para quem não tem mais fé? Eu entendo o que está passando: sua raiva, sua amargura, seu cinismo, seu desencanto. Percebeu que a razão não conforta, que a vingança ou o perdão não ressuscita a tranquilidade, que o fundo do poço nunca se equivale ao nosso fundo. Você parece normal, mas todo mundo deixa de ser normal quando se apaixona e se separa. Se sua expectativa é por uma solução, eu guardo apenas uma certeza que trará alívio mais adiante: você não vai desistir. Quando diz que acabou a relação, é que está procurando um outro jeito de recomeçar. Em seu novo livro de crônicas, Carpinejar apresenta 42 textos que sobre amor, desilusão amorosa, casamento, divórcio, saudade e outros sentimentos que compõem os relacionamentos.”

Ah, o amor! Que atire a primeira pedra a pessoa que nunca se perguntou: “Mas pra onde foi todo aquele amor que ele(a) tinha?”. Pois é, eu já me perguntei e quando eu vi o título do livro eu imediatamente pensei: PRECISO DESSE LIVRO!

 O Livro do Bem: Coisas Para Você Fazer e Deixar Seu Dia Mais Feliz 😀

download (1)

” Este é um livro diferente, porque é sobre alguém muito especial: você. É um espaço para você fazer coisas que vão colocar um sorriso no seu rosto e deixar sua vida mais alegre e feliz. São pequenas e grandes atitudes que vão lembrar você que tudo sempre pode ser melhor e mais divertido se a gente der uma chance, e que cada segundo da vida vale a pena até quando a gente tende a não a acreditar muito. Este é um livro sobre amor, felicidade e alegria de viver. Mas ele só vai acontecer completamente se você topar embarcar nessa loucura fazendo-o seu de verdade. Cada minuto que você dedicar a estas páginas farão com que este livro se torne mais completo e mais seu. Então vem! E fica aqui um convite: fotografe e publique tudo o que você fizer no seu Livro do Bem nas redes sociais com tag #livrodobem. Porque o que é do bem merece ser compartilhado!”

Esse livro foi muito ao acaso, uma amiga do serviço comprou ele e veio me mostrar, disse que eu precisava dele. E realmente, eu preciso dele. Derm uma olhada:

dsc_2704

Se não deu certo, é porque não era pra ser!

tumblr_nkjrg7aprq1qjk1mro1_1280

#FicaDica 😉

img_0649

Por mais que a gente nunca admita, a gente sempre precisa de alguma coisa!

Coisas Bem Legais Para Ser Muito Feliz

download (2)

“Coisas bem legais para ser muito feliz, é o livro menos livro do mundo: é uma experiência, um sorriso. É como um espelho, um presente. É um caderno e um álbum.

Inclui: 10 capítulos mega diferentes; Wonderconselhos para recortar; Figurinhas adesivas espetaculares; Um sem-fim de gargalhadas.”

Esse livro é puro amor, segue a mesma linha do anterior mas é bem mais interativo, por assim dizer. Ele é todo divertido e feito de forma criativa pra te animar. Ele vem com adesivos, recortes, frases de efeito (claro!) e dicas de coisas simples para que você faça e seja feliz.

11265694_1584341258519879_230354680_n

Aquele pãozinho crocante e a gema molinha… :3

A Menina Submersa

122631978_1GG

“A Menina Submersa: Memórias é um verdadeiro conto de fadas, uma história de fantasmas habitada por sereias e licantropos. Mas antes de tudo uma grande história de amor construída como um quebra-cabeça pós-moderno, uma viagem através do labirinto de uma crescente doença mental. Um romance repleto de camadas, mitos e mistério, beleza e horror, em um fluxo de arquétipos que desafiam a primazia do “real” sobre o “verdadeiro” e resultam em uma das mais poderosas fantasias dark dos últimos anos. Considerado uma “obra-prima do terror” da nova geração, o romance é repleto de elementos de realismo mágico e foi indicado a mais de cinco prêmios de literatura fantástica, e vencedor do importante Bram Stoker Awards 2013.

O trabalho cuidadoso de Caitlín R. Kiernan é nos guiar pela mente de sua personagem India Morgan Phelps, ou Imp, uma menina que tem nos livros os grandes companheiros na luta contra seu histórico genético esquizofrênico e paranoico. Filha e neta de mulheres que buscaram o suicídio como única alternativa, Imp começa a escrever um livro de memórias para tentar reconstruir seus pensamentos e lutar contra o que seria “a maldição da família Phelps”, além de buscar suas lembranças sobre a inusitada Eva Canning, sua relação com a namorada e consigo mesma, que evoca em muitos momentos a atmosfera de filmes como Azul é a Cor mais Quente (Palma de Ouro em Cannes, 2013) e Almas Gêmeas (1994), de Peter Jackson.

Não se assuste: é um livro dentro de um livro, e a incoerência uma isca para uma viagem mais profunda, onde a autora se aproxima de grandes nomes como Edgar Allan Poe e HP Lovecraft, que enxergaram o terror em um universo simples e trivial – na rua ao lado ou nas plácidas águas escuras do rio que passa perto de casa -, e sabem que o medo real nos habita. Caitlín dialoga ainda com o universo insólito de artistas como P.G. Wodehouse, David Lynch e Tim Burton, e o enigmático personagem Sandman, de Neil Gaiman, com quem aliás, trabalhou, escrevendo The Dreaming, spin-off derivado da obra-prima de Gaiman. A Menina Submersa evoca também as obras de Lewis Carrol, Emily Dickinson e a Ofélia, de Hamlet, clássica peça de Shakespeare, além de referências diretas a artistas mulheres que deram um fim trágico à sua existência, como a escritora Virginia Woolf.

Com uma narração intrigante, não-linear e uma prosa magnífica, Caitlín vai moldando a sua obsessiva personagem. Imp é uma narradora não-confiável e que testa o leitor durante toda a viagem, interrompe a si mesma, insere contos que escreveu, pedaços de poesia, descrições de quadros e referências a artistas reais e imaginários durante a narrativa. Ao fazer isso, a autora consegue criar algo inteiramente novo dentro do mundo do horror, da fantasia e do thriller psicológico.

A epígrafe do livro, retirada de uma música da banda Radiohead – “There There” -, diz muito sobre o que nos espera: “Sempre ha¿ um canto de sereia que te seduz para o naufragio”.A Menina Submersa é como esse canto, que nos hipnotiza até que tenhamos virado a última página, e fica conosco para sempre ao lado de nossas melhores lembranças.”

A sinopse desse livro é gigantesca e eu admito que ele só está na minha lista por conta da capa que, diga-se  de passagem, é espetacular. Mas lendo a sinopse deu ainda mais vontade de ler.

Troco o Príncipe Encantado Pelo Lobo Mau

Capa-Troco-principe-encantado-pelo-lobo-mau

” Esperar 100 anos para receber um beijo do príncipe encantado?
Passar 365 dias do ano limpando banheiro para poder ir a um único baile no palácio?
Comer biscoito com a vovó em vez de dar uns amassos no lobo mau?

Com clareza e humor, a jornalista espanhola Raquel Sánchez Silva mostra em seu livro de estreia como a mulher moderna continua refém de mitos da época dos contos de fadas e ensina o que pode ser feito para reverter esse quadro perverso. A autora acredita que está mais do que na hora das mulheres questionarem valores femininos antiquados, que só trazem sofrimento e privação, e se divertir com la vida loca da mulher do século XXI. É preciso envenenar a princesa chata que existe dentro de cada mulher e resgatar a loba que está doida para devorar aquele gatinho de boné vermelho.
A mensagem irreverente e original do livro é clara: as mulheres só serão felizes no amor quando abandonarem o arquétipo da princesa e aprenderem a correr atrás de seus desejos. O primeiro passo? Descartar os sapatinhos de cristal, trocar o espelho que só fala a verdade por um menos cruel, mandar o príncipe passear e se atracar com o lobo mau. A autora brinca: “Lembre-se: enquanto as princesas dormem, as bruxas voam”. 

O que dizer desse livro que eu mal conheço e já considero pacas? Sério, todo mulher precisa desse livro! Apesar de já termos conquistado muitas coisas, ainda vivemos à espera do príncipe encantado, da fada madrinha, do anões e feijões mágicos. Até quando? E só pra gravar a citação acima: “Lembre-se: enquanto as princesas dormem, as bruxas voam”.

Bom, esses são os livros em que eu estou de olho no momento… Quais são os seus?

AssinaturaPamella