Top 5: Parcerias Internacionais

Hey pessoas!! Como vão??

 

E aí?! Preparados para mais uma segunda-feira de música?

Hoje vamos falar sobre parcerias, porque, no mundo da música, ás vezes acontece de o trabalho de duas pessoas ou duas bandas se complementarem de uma forma tão incrível, que o resultado merece ser compartilhado aqui na forma de mais um Top 5…

Vale lembrar que as listas aqui são feitas com base no meu gosto pessoal e que vocês têm total liberdade de deixar sugestões nos comentários, beleza?

Então lá vai…

 

1. Nicki Minaj feat. Beyoncé – Feeling Myself

Ok, ok, eu já falei dessa música aqui mas olha, apesar de recente, ela ganhou status de “lacradora” pra mim, tá? E preparem-se porque vem clipe por aí…

2. Queen feat. David Bowie – Under Preassure

O que pode ser melhor do que Queen? Queen e David Bowie juntos!! Épico, clássico e atemporal…

3. Jay Z feat. Alicia Keys – Empire State of Mind

Essa música é perfeita e, para mim, representa um dos meus maiores sonhos, que é conhecer Nova Iorque… Essa parceria definitivamente mora no meu ❤

4. Paul McCartney feat. Michael Jackson – Say Say Say

Uma das minhas favoritas! Simplesmente porque junta dois ícones do mundo musical, o melhor dos dois mundos, o rock e o pop!

5. Shakira feat. Alejandro Sanz – La Tortura

Essa música dá um calor, né…

 

E pronto! Essas são as minhas parcerias internacionais favoritas. Semana que vem eu volto com as parcerias nacionais que eu mais gosto, beleza?

Por hoje é isso e keep exploring!

balão2

Livro: Toda Sua +18

Hey people!

 

Vamos aproveitar que está todo mundo esperando pela estreia de 50 Tons de Cinza em Fevereiro deste ano e falar sobre livros eróticos? 50 Tons foi a porta de entrada pra esse mundo todo sadomasoquista e erótico e eu não imaginava a quantidade de mulheres que iriam se interessar por esse tipo de livro, inclusive euzinha aqui!

Acho normal ter curiosidade sobre algumas coisas e querer experimentar e, alguns livros explicam e, por que não, dão muitas idéias pra se praticar…

Sendo assim, depois de ler 50 Tons, eu comprei outra trilogia que parecia ser legal, mas só parecia mesmo…

Toda Sua 

todasua

“Gideon Cross entrou na minha vida como um relâmpago na escuridão… Ele era inteligente, bem-sucedido, rico e muito lindo. Fiquei obcecada por ele como nunca tinha ficado por ninguém, por nada. Ansiava por seu toque como uma droga, mesmo sabendo que aquilo acabaria me destruindo. Eu tinha meus problemas, e ele fez com que viessem à tona muito facilmente. Gideon sabia. Ele também tinha seus problemas. E nós acabaríamos sendo o espelho que refletia os traumas e os desejos mais secretos do outro. Seu amor me transformou, e eu rezava para que nosso passado não nos separasse.”

Primeiro de tudo, quem é que se chama GIDEON??? Que porcaria de nome é esse? Eu não conseguia ler as cenas eróticas do livro porque a Eva ficava gritando ‘GIDEON, GIDEON, GIDEON ‘ e eu broxava… Perdia toda e qualquer graça pra mim. Acho que por ser um livro erótico, o nome do cara tinha que ser melhorzinho, quem é que fica feliz gritando Gideon? É a mesma coisa que gritar KLEVERSON na hora do sexo… É broxante! É a ‘calcinha bege’ dos nomes… Eu tinha uma tática pra prosseguir com a leitura, toda vez que eu lia o nome dele eu, automaticamente, mudava pra Cross na minha mente. É melhor imaginar Cross do que Gideon, vamos combinar né?

Mas vamos ao livro, essa é uma versão muito esculachada de 50 Tons. O cara é rico, tem um império e tem uma garota que vai trabalhar pra ele e, adivinhem? Se apaixona! A diferença aqui nesse livro, é que a Eva é totalmente diferente da Ana (viram que até os nomes tem um ‘quê’ de cópia?). Eva é louca, biscate, adora fazer sexo e tem um passado meio barra pesada, ela mora com um melhor amigo que não sabe se é gay ou bissexual.

1

Sério, eu gostaria de poder dizer que eu apreciei a leitura, mas a cada página eu via alguma coisa MUITO parecida com 50 tons e isso me incomodava. Uma coisa é você se inspirar, outra é você pegar uma história, fazer algumas alterações e achar que tá bom. Para colega, não tá legal!

Tem umas partes que são legais, os dois são tarados e a menina não fica esperando uma atitude do mocinho. Tem um romance que é bem mais interessante que em 50 tons porque tem mais segredos do passado dos dois a serem desvendados e resolvidos, tem muito mais complicação e menos cu doce enrolação.

Preciso falar sobre a Eva, ow mulherzinha tarada essa!! Ela gosta de provocar, tá que mulher não gosta? Mas ela esculacha, ela manda umas mensagens pro celular do Cross que te deixa meio que de boca aberta, o que acaba levando a outras coisas, se é que me entende 😉 kkkkkkkkkkkkkk. Ela gosta de sexo, ela gosta da sensação de perigo, de estar fazendo a coisa errada, no lugar errado e não se importar. Ela também é meio louca, ciumenta, possessiva… Em um universo paralelo, acredito que Eva e Christian ficam juntos e a Ana acaba ficando com o Cross, porque a semelhança entre eles é alarmante.

 3

Enfim… O desenrolar dos livros é interessante, a historia vai mudando, o passado dos dois está sempre por perto para atormentá-los e uma reviravolta acontece, onde eles não sabem o que fazer e como vão conseguir resolver os problemas que agora eles tem. Sylvia Day lançou, no final do ano passado, o quarto volume da coleção Crossfire. Eu ainda não comprei mas, apesar de não ter gostado muito dos livros que li até agora, quero saber como vai acabar essa historia…

Você pode comprar os livros desta série clicando aqui.

AssinaturaPamella

Projeto #ChegadeChapinha – Por onde eu começo?

Hey pessoas!! Como vão??

 

Lembram da minha decisão de assumir meu cabelo natural?? Pois bem, depois de muuuita pesquisa (muita mesmo), eu estou finalmente dando meus primeiros passos em direção à conquista do tão sonhado cabelo 100% natural…

Quando a gente decide deixar a química de lado, tem duas opções a seguir: pode optar por uma transição capilar ou um big chop. Parece que eu estou falando grego? Calma que eu vou explicar…

 

  • Transição Capilar

Ok, então você decidiu parar de usar a química e assumir seu cabelo natural? Ponto para você! Um dos caminhos que podem te levar ao seu objetivo final é a transição capilar. Com ela, você deixa de realizar qualquer tratamento químico no seu cabelo e vai cortando, aos poucos, a parte com química, conforme a parte natural vai crescendo.

É a forma mais demorada para chegar ao resultado, porém, é a menos radical. Você vai cortando o cabelo com química aos pouquinhos e cuidando do cabelo que está nascendo para que ele fique forte e saudável. Uma das maneiras mais conhecidas entre as cacheadas para cuidar do cabelo em transição, é o cronograma capilar, que consiste em uma rotina de cuidados voltados para o fortalecimento, nutrição e hidratação dos cabelos (falaremos mais sobre cronograma capilar em outro post).

Bom, meu cabelo com química era longo e liso, no começo de 2014 eu já dei um enorme salto em direção ao desapego e transformei meu longo em um curto, mas ainda com química. A adaptação foi difícil no começo, mas eu me acostumei. Mesmo assim, tirar toda a parte com química de uma vez e ficar só com os meus quatro dedinhos de cabelo natural e ter que lidar não só com um novo comprimento, mas uma nova textura também, seria demais para mim.

Por isso, a transição capilar foi a minha opção. Assim, eu posso ganhar tempo para aprender a lidar com o meu cabelo cacheado enquanto espero ele crescer. A única coisa chata de ter escolhido a transição, é ter que lidar com um cabelo que tem duas texturas: cacheado na raiz e liso nas pontas. Então, se você optar pela transição, saiba que vai ter que recorrer á truques como texturização, penteados ou até apelar para a chapinha de vez em quando…

Essa é a Rayza Nicácio, uma das mais conhecidas blogueiras cacheadas. O meu objetivo é chegar ao mesmo comprimento de cabelo que ela...

Essa é a Rayza Nicácio, uma das mais conhecidas blogueiras cacheadas. O meu objetivo é chegar ao mesmo comprimento de cabelo que ela…

 

  • Big Chop (Grande Corte)

Se você faz parte do time das desapegadas, que não vão ter paciência para esperar por cada centímetro do seu cabelo natural crescer, o big chop será seu melhor amigo. Big Chop, em bom português, significa “grande corte”, ou seja, significa que você vai cortar de uma vez todo o cabelo com química.

A desvantagem do big chop é exatamente esta atitude extrema de cortar uma grande parte do cabelo de uma vez e o fato de que você vai ter que lidar com um cabelo muito curto e totalmente novo. Nós sabemos que para muitas mulheres, cabelo comprido é sinônimo de feminilidade, então, o tempo de adaptação de um cabelo curto pode ser longo e nada agradável. Só que aí é que está a beleza de optar por um big chop: você quebra dois mitos de uma só vez! O primeiro, de que mulher tem que ter o cabelo longo para ser feminina e o segundo, de que cabelo cacheado é sinônimo de cabelo ruim…

A vantagem do big chop é que você vai atingir seu objetivo mais rápido, sem ter que apelar para truques para mantê-lo e vai se preocupar só em cuidar para que ele cresça forte e saudável.

solange-knowles-3

Até a Solange Knowles desapegou da química e dos apliques

Bom, qualquer que seja o caminho que você queira seguir para chegar aos seus tão sonhados cachinhos, na internet você vai encontrar muitas outras histórias de garotas que passaram pela mesma situação que você e vão, não só te manter inspirada no processo, como vão te dar ótimas dicas para você seguir em frente. Aqui vão alguns exemplos de blogs que você pode acessar para se informar (é só clicar nos logos):

cachosefatos1

cacheialogo

belezainterior

rayzanicacio

 

E então?! Preparadas para o primeiro passo??

Por hoje é isso e keep exploring!

balão2

 

 

Top 10: Músicas que completam 10 anos em 2015

Hey Pessoas!! Como vão??

 

Quem aí está com a sensação de que 2015 mal começou mas já promete?! Querem uma prova disso? Nesse ano, várias músicas, que eu tenho certeza que vocês já ouviram e curtiram muito, completam 10 anos de lançamento!

Esse post era para ser mais um Top 5, mas eu surtei tanto com as músicas que decidi fazer um Top 10 e tenho certeza que ao ouvir essa playlist, você vai ser transportado diretamente para a sua adolescência e vai surtar também… Duvido você ouvir essas músicas sem soltar pelo menos um “Puuuutz, eu ouvia tanto essa” ou “Já faz 10 anos? Não parece…”

 

1. CPM 22 – Um Minuto Para o Fim do Mundo

Ah Meu Deus!!! Quanto tempo, hein!! E aposto que teve muita gente fazendo piada no dia 21/12/12 com essa música…

2. Beyoncé – Check On It

Nossa… 10 anos e eu ainda não sei cantar o refrão dessa música sem dar nó na língua…

3.  Daniel Powter – Bad Day

Ugh!! Eita musiquinha chiclete, hein…

4. Charlie Brown Jr. – Lutar Pelo que é Meu

Abertura da Malhação 2006, um dos maiores hinos do Charlie Brown (na minha opinião)… #Chorãosaudadeseternas

5. James Blunt – You’re Beautiful

Eu não tenho palavras para descrever o quanto eu de-tes-to essa música… Detestava em 2005, detesto agora…

6. KT Tunstall – Suddenly I See

O Diabo Veste Pradaaaa!!!

7. Kelly  Clarkson – Because of You

Essa música estava em alguma novela da Globo, não estava?? Anyway, tocou de-mais!!

8. Gym Class Heroes – Cupid’s Chokehold

Você pode até não conhecer essa música pelo nome mas, se der o play, tenho certeza que vai reconhecê-la…

9. Bob Sinclair – Love Generation

Caldeirão do Huck feelings…

10. Forfun – História de Verão

Provavelmente o momento em que eu me apaixonei pelo Forfun…

 

Olha… Foi muito difícil escolher só 10 músicas,viu… Faltou Get Right da J-Lo, My Humps e Don’t Lie do Black Eyed Peas, He Wasn’t da Avril Lavigne, B.Y.O.B. do System of a Down, entre outras… Se você quiser ouvir mais músicas daquele ano, pode clicar aqui e aqui e conferir outras listas e clicar aqui para ouvir uma playlist no Spotify com o tema…

Lembrando que os álbuns das músicas que eu citei não necessariamente foram lançados em 2005 mas algumas músicas foram lançadas naquele ano como single, ok?!

Aproveitem o túnel do tempo!

Por hoje é isso e keep exploring!

balão2

Indicados ao Oscar 2015 que eu quero assistir

Hey pessoas!! Como vão??

Mais um ano que se inicia e com ele mais premiações vêm por aí… Quem assistiu o Golden Globes já teve um gostinho dos possíveis indicados ao Oscar 2015 e também dos ótimos filmes que estão para invadir as telonas nos próximos dias.

E como apaixonada por cinema que sou, vim dividir com vocês a minha listinha pessoal dos filmes que quero assistir entre os indicados ao Oscar desse ano, beleza? Então confere aí…

  • A Teoria de Tudo

Esse é o primeiro da lista e o que eu estou mais ansiosa para assistir. Está concorrendo nas categorias melhor filme, melhor ator, melhor atriz, melhor roteiro adaptado, melhor trilha sonora,  e conta a história do brilhante físico Stephen Hawking (quem assiste The Big Bang Theory conhece 😉 ), seu romance com Jane Wide, aluna de Cambridge, suas descobertas importantes sobre o tempo e a descoberta, aos 21 anos, de uma doença motora degenerativa, que mudou completamente sua vida.

  • O Grande Hotel Budapeste

Este filme está concorrendo nas categorias melhor filme, melhor diretor, melhor roteiro original, melhor fotografia, melhor edição, melhor design de produção, melhor figurino, melhor maquiagem e cabelo e melhor trilha sonora… Ufa… Esse filme deve realmente ser muito bom né? Ele conta a história de um conhecido gerente de um hotel que conhece um jovem mensageiro e os dois viram melhores amigos, a partir daí, os dois vão viver as mais malucas aventuras… Parece que está valendo a pena assistir, hein!

  • Sniper Americano

Concorrendo nas categorias: melhor filme, melhor ator (Bradley Cooper ❤ ), melhor roteiro adaptado, melhor edição, melhor edição de som e melhor mixagem de som, o filme é uma adaptação de um livro chamado “American Sniper: The Autobiography of the Most Lethal Sniper in U.S. Militar History” (que nome gigante, gente), e conta a história do atirador de elite Chris Kyle, que matou cerca de 150 pessoas durante cerca de 10 anos e ainda recebeu diversas condecorações por seu trabalho. Tenso, mas tem cara de filme bom!

  • Caminhos da Floresta

Um filme que tem Maryl Streep como uma bruxa má, Anna Kendrick como Cinderela e Johnny Depp ❤ como o Lobo Mau e ainda concorre ao Oscar de melhor atriz coadjuvante (Meryl Streep), melhor design de produção e melhor figurino, não dá pra perder de jeito nenhum! Caminhos da Floresta mistura a história de vários contos de fada que a gente adora de uma maneira inesperada…

  • Boyhood: Da infância à juventude

Este filme conta a história da vida de um garoto ao longo de 12 anos, após o divórcio de seus pais e como fica a relação deles. O mais legal desse filme, é que ele foi filmado ao longo de 12 anos com os mesmos atores! Boyhood está concorrendo nas categorias: melhor filme, melhor diretor, melhor ator coadjuvante, melhor atriz coadjuvante, melhor roteiro original e melhor edição.

 

E aí, galera?  Com essa quantidade de filmes bons vindo por aí, não vai ter desculpa para não dar uma passadinha no cinema mais próximo esse ano, hein!

A lista completa dos indicados ao Oscar, você confere aqui.

Então, #partiu cinema?

Por hoje é isso e keep exploring!

balão2

Livro: Fangirl

Hey people!

 

E chegou 2015 e com ele minha lista de livros. Ano passado, eu fui à Bienal do Livro em SP e comprei uns 13 livros por lá, eles ficaram paradinhos, guardadinhos na minha estante só aguardando o momento certo para serem lidos e eu resolvi começar com um que eu achei que seria meio bestinha…

Preciso dizer a vocês, nunca julgue um livro, coisas terríveis podem acontecer tipo, se apaixonar completamente por ele!! ❤

Vocês estão prontos pra mais uma resenha??

Fangirl

download

“Cath é fã da série de livros Simon Snow. Ok. Todo mundo é fã de Simon Snow, mas para Cath, ser fã é sua vida e ela é realmente boa nisso. Vive lendo e relendo a série; está sempre antenada aos fóruns; escreve uma fanfic de sucesso e até se veste igual aos personagens na estreia de cada filme.”

First: Who is Simon Snow ?? 

FanGirl tem trechos dos livros do Simon & da fanfic da Cath. Agora, se você é como eu, que precisa saber de todas as coisas pra poder ficar em paz com uma historia (tipo, O Morro dos Ventos Uivantes em Crepúsculo), sinto em te informar que não tem os livros em português. Eu não achei em nenhum site brasileiro nem uma citação sobre os livros do Simon, ou seja, me resta comprar em inglês e tentar ler. Afinal, o que é ler 8 livros com o dicionario do lado? Quase nada, besteira! ¬¬

Mas, vamos à resenha.

Cather está indo pra faculdade com sua irmã gêmea que resolve que “cansou” de ser gêmea, que elas precisam fazer coisas separadas e conhecer pessoas, viver a vida e essas coisas de calouros de faculdade nos EUA. Cath faz o tipo na dela, sem querer muitos amigos, prefere viver no mundo das fanfics onde ela tem MILHÕES de fãs.

fangirl-ilustração-capa

Jandro -Wren – Cather – Levi – Reagan – Nick da Biblioteca

Eu vou fazer essa resenha de forma diferente, vou falar sobre cada personagem.

Vamos começar pela Reagan, primeiro, que nome é esse ? Eu não sei que tipo de mãe colocaria um nome desses no filho mas, enfim…
Reagan é colega de quarto de Cath, ela é ruiva, meia gordinha, super descolada e cheia de namorados. Sim namoradoS, no plural. No começo você acha que ela vai ser um pé no saco, que ela vai causar com a vida nerd da Cath but, as aparências enganam… Você acaba gostando dela 😀

Wren (de novo, que tipo de nome é esse?) é a irma gêmea da Cath e ela é um puta pé no saco. Puta merda, ainda bem que eu não tenho irmãs, ainda mais uma igual a ela… Ela já teria levado uns bons tapas. Eu entendo aquela coisa de querer sair, se divertir, conhecer pessoas, experimentar coisas novas, tomar um porre pela primeira vez mas… Não precisa ser insuportável por conta disso, não é? Fora que ela é a Sra. Estou Sempre Certa –‘
Não gostei dela, meio vaca pro meu gosto!

Nick da biblioteca. Ele é a definição de: quem nasceu pra ser fdp, vai ser sempre fdp. Sabe aquele cara que é super fofinho, bonitinho, romântico na medida certa, amigo e… No fim das coisas não é nada disso? Esse é o Nick. Foi um choque pra mim descobrir como ele era, e o que ele faz com a Cath… Eu não perdoaria nunca. Por nada no mundo!!
#SeloFDP pra ele 😉

Laura (mãe das gêmeas), é difícil falar dela, não da pra entender qual é a dela na verdade. Ela casou jovem mas queria conseguir muitas coisas na vida, aí ela engravida de gêmeas e depois de um tempo ela some. Vai viver a vida que sempre quis e deixa as filhas e o marido. Claro que depois de anos ela vai atrás das meninas pra uma reaproximação mas na boa, depois de ter perdido muita coisa da vida delas, era melhor ter ficado longe mesmo.

Pai das meninas… Ele é fofo. Um bom pai, meio obcecado com o trabalho mas… Fofo! Sabe aquele pai que impõe respeito e ainda assim deixa cada um ter sua liberdade? Que brinca e se diverte com os filhos sem essa coisa de “eu sou pai, não posso fazer algumas coisas”. Ele realmente participa da vida das meninas. Não tenho muito o que dizer sobre ele. Queria um pai assim… Ele lembra muito o pai da Juliana, vocês conhecem ela não? Espero que sim, até porque, ela escreve quase todos os post desse blog… 😛

Gemma T. Leslie, ela é a escritora dos livros do Simon Snow e não tem como deixar passar em branco o papel dela nessa historia. Ela é o motivo do qual a Cath escreve o Vá Em Frente, Simon! Ela é o motivo de tudo isso ter começado… Thank you Gemma ❤

Jandro, ele é o namorado brutamontes da Wren, não da pra dizer muito sobre ele, até por que, ele mal aparece na historia mas… Ta aí. Ele tem uma participação…

Professora Piper, ela é uma professora gente, ela faz o que professores fazem geralmente, ou seja… Nos incentivam de pior maneira possível… 😛

Claro que eu iria guardar o melhor pro final, vamos falar sobre o Levi! Ai ai, como falar sobre ele? Por onde começar? Não sei dizer… Só que ele é todo sorrisos, literalmente todo sorrisos, ele vive sorrindo, ele só sabe sorrir. Mas ele também é todo atencioso e trabalha no Starbucks. Como não amar? Levi é um dos namorados da Reagan e o papel dele nessa historia é fundamental. Toda garota deveria ter um Levi em sua vida, pelo menos uma vez, não precisa ser pra sempre não…

Se você sorrir para todo mundo — ela disse —, como é que vou me sentir quando você sorrir pra mim?

446083520_640

Levi e seus 10 mil sorrisos ! 😀 😀 😀 

Agora, tenho algumas reclamações e tenho certeza que, quando vocês forem ler, terão as mesmas que eu. A historia tem muitas outras historias, tanto as fanfics da Cath, como parte dos livros do Simon mesmo e ela acaba sem um final… O livro acaba quase no final de uma frase… É extremamente frustrante!
Eu fui procurar pra ver se a Rainbow Rowell iria fazer a continuação de FanGirl e, ela vai fazer…

… MAS ELA VAI FAZER DE VÁ EM FRENTE (Livro do Simon)!!

2nc0yrk

Eu lá quero saber se o Simon foi em frente com a vida dele?? Eu quero saber da vida da Cather. Desse jeito não dá pra te defender, né amiga? Mentira gente, quero saber sobre a vida do Simon sim mas, será que ele vai ser todo gay igual nas fanfics da Cath? Fica ai minha interrogação!

Tirando esses dois pontos negativos aí, a historia é perfeitinha. Romântica na medida certa, cativante, daquelas que você começa e quer logo saber o final porque não se aguenta de curiosidade.
Vale a pena o dinheiro investido na leitura… 😉

tumblr_n3ec0van7L1sv1f4uo1_r1_500

– Você leu os livros?

– Eu vi os filmes.

-Então você não leu os livros.

– Não sou do tipo que lê.

– Essa é a coisa mais idiota que você já me disse!

Você pode comprar o seu clicando aqui.

AssinaturaPamella

Barulho: Happy B’Day Dave Grohl!

Hey pessoas!! Como Vão??

 

Hoje um dos caras mais f*das e legais do mundo da música completa 46 anos de pura genialidade!

Estou falando do cara que simplesmente fez parte de uma das maiores bandas do cenário grunge dos anos 90 mas que, quando essa banda acabou, não se contentou em ser um reles ex-integrante e fundou uma das maiores e melhores bandas de rock de todos os tempos.

Estou falando de Dave Eric Grohl!

dave2

 

Nascido em Warren – Ohio em janeiro de 1969, segundo filho de James e Virginia Grohl e influenciado pela mãe, Dave sempre gostou de música. Ouvia Kiss desde os 7 ano de idade e aos 9 já aprendia seus primeiros acordes no violão.

Sua primeira banda era, na verdade, uma dupla: a HG Hancock Band, formada com seu colega da 5ª série e quase vizinho, Larry Hinkle. Dave tocava o velho violão de cordas arrebentadas de seu pai e Larry tocava uma bateria formada pelas agulhas de tricô da mãe e coisas como cestos de roupas, panelas e frigideiras.

Depois de mais alguns experimentos musicais e bandas que não foram muito para frente, Dave começou a tocar na banda Scream, no começo dos anos 80, aos 16 anos de idade. Depois de uma intensa turnê pela Europa e do desgaste que levou ao fim da Scream, Dave, que já conhecia o Nirvana, que na época era formado por Kurt Cobain, Krist Novoselic e um cara chamado Dan Peters na bateria, entrou em contato com Kurt e Krist e se ofereceu para tocar com eles. Eles não aceitaram de cara por causa de Dan, mas como ele já tocava em uma banda chamada Mudhoney, entraram em contato com Dave e ofereceram um lugar no Nirvana.

E daí pra frente, a gente já sabe o que aconteceu, né?

Em 5 de abril de 1994, após uma ascensão meteórica do Nirvana ao status de “banda do momento”, Kurt Cobain se trancou na estufa de sua casa, injetou 1,52 miligramas de heroína na veia, encostou uma arma na cabeça e se matou. E em 1995, nascia o Foo Fighters.

Foo Fighters - 1995

Foo Fighters – 1995

Essa formação da foto não é a atual, em 1997, após a saída do baterista William Goldsmith, Taylor Hawkins entra na banda para substituí-lo e, em 1999 o guitarrista Chris Shiflett entra para o Foo Fighters, dando origem à formação que conhecemos hoje.

Foo Fighters - 2014

Foo Fighters – 2014

Eu já tive o prazer de ver o Foo Fighters tocar e foi absolutamente incrível. Além de um vocalista genial, capaz de gritos meio roucos e agudos, Dave vira um demônio descontrolado quando assume a bateria. É como se ele fosse possuído!! Fora que, além do Foo Fighters, Dave tem o dedinho outras bandas tão incríveis quanto, como Queens Of The Stone Age.

O que eu mais gosto dele, é que ele poderia ter seguido o caminho do Kurt e de vários outros mitos da música e poderia ter sucumbido às drogas. Mas apesar de ter tido lá seus problemas com ela, Dave foi maior do que isso e hoje é esse cara multitalentoso, gênio do rock e ainda pai de família que vemos.

Por isso eu quis falar um pouco dele hoje. Por ser um dos músicos que eu mais admiro nessa vida e por ser o gênio que ele é, então…

dave1

E se você quiser saber um pouco mais sobre a vida do Dave, como ele começou a se interessar por música, sua passagem pelo Nirvana e a criação do Foo Fighters, pode ler o livro “This is a Call: a vida e a música de Dave Grohl”, que é uma biografia não autorizada, escrita por Paul Brannigan e que você pode comprar clicando aqui.

Agora fiquem com algumas das minhas músicas favoritas do Foo Fighters, para vocês ouvirem e celebrarem o aniversário desse cara maravilhoso.

Se quiser saber mais sobre a banda, acesse o site brasileiro deles clicando aqui. E não se esqueça que semana que vem tem show dos caras aqui no Brasil! 😉

Por hoje é isso e keep f*cking exploring!

balão2