Barulho: Taylor Swift – 1989

Por Fabio Ludwig

Taylor Swift ataca novamente deixando um pouco o country de lado e mudando radicalmente seu estilo no novo álbum 1989! Agradecemos que ela tenha feito isso de uma maneira bem legal e com classe sem precisar sair fazendo #twerk nas calças de outros cantores como umas e outras por aí (#VMA2013feelings). Mesmo não sendo um swifter (fã da Taylor Swift), eu sempre gostei das músicas dela… Cá pra nós, quem nunca teve pelo menos uma música dela na playlist, ou saiu gritando na balada quando o refrão de I Knew you Were Trouble começa?

taylor

 

Voltando ao assunto, a capa do disco nos deixa um pouco intrigados, sem o medo de esconder de que ela brevemente terá seus 25 anos ela nos dá uma dica de que o disco terá uma vibe anos 80 misturado com um #pophipster atual. Um pouco diferente do disco anterior Red que ainda tinha seus traços country em algumas músicas.

1989

*Clique na imagem para ouvir o álbum

Vamos analisar o álbum faixa a faixa:

1. Welcome to New York.

Somente a batida de introdução já nós dá uma certa nostalgia dos anos 80, hahaha (ou pelo menos foi o que eu achei). A Taylor gosta de escrever sobre as experiências dela e com essa música não foi muito diferente, pois ela recentemente se mudou para NY… A música não fala diretamente da cidade de New York, mas sim sobre o sentimento que você tem quando chega na cidade pela primeira vez.

2. Blank Space

Pra mim é uma das melhores músicas do álbum. Segundo a própria Taylor, ela fez essa música de “zoeira” por causa de todos os “rumores” sobre a vida dela. Mais ficou tão boa que ela não resistiu e adicionou ao álbum. E prevejo a frase que ela canta “I’m a nightmare dressed like a day dream” (eu sou um pesadelo disfarçado de sonho ), indo parar em milhares de status de facebook por aí (inclusive no meu)…

3. Style

Adorei a vibe meio retrô com um som que lembra muito o Daft Punk. Não ela não está sendo fútil falando de roupas e sim ela está dizendo que, do mesmo jeito que um vestidinho preto básico nunca vai sair de moda, alguns sentimentos que nós temos por algumas pessoas também não vão… Por mais que você tente e tente eles não vão embora e sempre voltam à tona de alguma maneira.

4. Out of the Woods

Segundo single liberado, já esta fazendo um grande sucesso. Pra mim com essa música ela consegue expandir o grupo de fãs dela que não é nem um pouco pequeno e atingir outras pessoas pois essa faixa tem uma pitada meio indie rock com batidas bem fortes, super imagino ela com um tambor enorme estilo dança da chuva, hahahahaha.

5. All You Had To Do Was Stay

Ei, tudo que você tinha que fazer era ficar. É isso não tem o que mais o que dizer. Não é uma das minhas preferidas mais quebra um galho quando você quer manda “aquela indireta” para “aquela pessoa”…

6. Shake it Off

Preciso dizer alguma coisa dessa música??? Batida, vídeo, interpretação e mensagem são totalmente incríveis e tenho dito! Qualquer coisa dá uma olhada no Barulho que a gente fez algumas semanas atrás somente sobre essa música, clicando aqui.

7. I Wish You Would

Adorei a batida dessa e gostei também do fato de que a maior parte da música é bem agitada e o refrão é mais lentinho, mais calmo… #curtimuito

8. Bad Blood

Bom, pelos rumores que anteciparam o lançamento do álbum, essa música tem a ver com rolo entre a Taylor Swift e a Katy Perry #SCANDAL. A música tem uma vibe mais escura, mas tirando todo o drama, por trás tem uma boa batida. E o refrão é bem contagiante.

9. Wildest Dreams

Nessa faixa já conseguimos ver Taylor começando a desacelerar as músicas e apresentar umas boas baladinhas que todos nós precisamos em nosso dia-a-dia. Apesar da música trazer algumas memórias que podem ser boas, alguns minutos depois você vê que elas não aconteceram. Aí de novo você se relaciona com a música e lembra que essas memórias só aconteceram nos seus mais loucos sonhos (wildest dreams ). Ah, é uma ótima música pra quando você está voltando pra casa com dor de cabeça após um longo dia…

10. How You Get The Girl

Sim! Ms.Swift está meio que dando umas dicas pra ganhar uma garota. Meio estranho sim mas essa é a visão dela e devemos respeitar… Garotos, ouçam! Quem sabe vocês não aprendem uma coisa ou duas… Ou três…

11. This Love

Sabe aquele ditado “se você ama alguma coisa deixe ela ir”? Essa música é bem assim. Ela só acrescenta que as vezes a tal coisa pode voltar, o que é ótimo. E aqui entre nós, Taylor Swift tem um dom para criar ótimas baladas românticas…

12. I Know Places

Minha impressão dessa música é que a Tay Tay (sim, chamei pelo apelido porque somos BFF’s) está dizendo que pra ela escondido é mais gostoso e que ela conhece “lugares” onde pode se esconder da mídia pra ter um pouco de privacidade e ter um relacionamento. #Curti

12. Clean

Bomba, bomba: Taylor Swift é viciada!! Sim, viciada em alguém… Não sei se comparar um relacionamento à uma droga é uma boa, maaas sempre que alguém está num relacionamento ruim eu digo “sai fora que você vai se sentir melhor”, só que ninguém nunca me ouve… Quem sabe agora que a Taylor também falou, alguém me dá uma credibilidade?? Hahahaha…

Faixas bônus do álbum deluxe:

13. Wonderland

Outra vez um refrão tão chiclete que fica grudado na sua cabeça! Principalmente o “eh eh eh eh” que lembra “Umbrella” da Rihanna (ella ella ella) #nostalgia. As trocas de batidas durante a ponte para o refrão são ótimas.

14. You Are in Love

Posso dizer que eu fiquei apaixonado pela musica <3. Tem uma melodia bem leve e o conteúdo, caso você esteja ou já passou por um relacionamento no qual você se apegou muito à pessoa, tem a possibilidade de te fazer relacionar muita coisa e te fazer sorrir ou te fazer ficar mais seco do que o Saara de tanto chorar… Opa, caiu outra lágrima!

15. New Romantics

E lógico que pra fechar o álbum ela me faz uma faixa que só de ouvir as primeiras estrofes e de ver o nome da música da a gente vê que tudo grita bem alto HIPSTER . Adorei essa música!! Se ela lançar essa como single já vejo em minha bola de cristal de tendências que a galera vai “fritar” na pista com ela…

Bom as outras três faixas não são bem músicas completas… Na verdade não são músicas e sim 3 voice notes, sim voice notes da própria Taylor Swift. Nesses voice notes ela “explica” algumas partes dos processos criativos das músicas Blank Space, I Wish You Would e I Know Places.

Eles são bem descontraídos e ela diz que pra todas as músicas que ela compõe, sempre que tem uma ideia, grava esses voices notes no celular pra depois mostrar para produtores, amigos e agora para os fãs, após muitos pedidos.

Eu não era tão fã assim da Taylor Swift mas este álbum mudou muito minha opinião sobre ela. Ela conseguiu mudar o estilo das musicas mas sem deixar de ser a rainha das breakup songs.

Eis minha humilde opinião. Eu daria um 9,5 como nota para este álbum pois não curti uma das musicas. Mas em geral as batidas e os refrões que, por mais que você não queira, ficam na sua mente e também pelo fato de que as letras dela são relacionáveis com nossas vidas nos faz pensar que esse álbum será um grande sucesso! Ou já é, né?!

Bom, por hoje é só pessoal!

Beijos e até a próxima!!

Anúncios

Um comentário sobre “Barulho: Taylor Swift – 1989

  1. Pingback: Top 5: Cantoras |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s